JPMotos
Setembro terminou com cinco homicídios em Juazeiro e o ano é 33% menos violento
12 de outubro de 2018 às 07:50
4
Visualizações

Com cinco homicídios em diferentes bairros, setembro teve oito assassinatos a menos que o oitavo mês do ano representando queda em mais da metade na matança em Juazeiro. Já na comparação com setembro de 2017 a situação é a mesma em se tratando do número de pessoas que tombou sem vida em Juazeiro. Este ano foram registrados três homicídios em janeiro, nove em fevereiro, quatro em março, oito em abril, 10 em maio, 17 em junho, quatro em julho, 13 em agosto e cinco no mês passado.

Segundo levantamento do Site Miséria, em setembro os bairros onde houve o registro de homicídios foram Betolandia, Salesianos, João Cabral, Campo Alegre e Tiradentes. No acumulado do ano os bairros Frei Damião e João Cabral lideram como os mais violentos com oito homicídios cada ou, individualmente, 11% da matança em Juazeiro. O mês de setembro foi o quarto mais tranquilo do ano perdendo apenas para Janeiro (03) e Março e Julho com quatro homicídios cada.

No ano passado, em nove meses, eram 109 assassinatos contra 73 este ano ou 36 a menos representando uma queda na ordem de 33% na violência. Eis a relação dos homicídios registrados no decorrer do mês passado em Juazeiro:

Dia 01 – Antonio Carlos Alves Silva, de 35 anos, que residia em Minas Gerais e tinha vindo visitar a mãe que mora na Rua Domingos Sávio (Timbaúbas), foi morto a tiros dentro do seu veículo Corolla numa estrada carroçável após o Loteamento Oásis (Betolândia). Segundo a namorada dele E. C. S. M., de 16 anos, dois homens se aproximaram anunciando um assalto e a mesma correu para um matagal ouvindo apenas os estampidos de arma de fogo. Nada foi levado da vítima ou do carro.

Dia 07 – Ariel Rodrigues Braz, de 20 anos, que residia na Rua Fiscal José Soares, 184 (Salesianos) morreu no HRC quinze dias após ser baleado dentro de uma casa na Rua Delmiro Gouveia, 1348 naquele bairro, na noite do dia 23 de agosto, quando morreu o seu amigo Antenor Silva Santos, de 19 anos, o “Tenorzim”. Ariel respondia procedimentos por crimes de trânsito, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Dia 16 – José Carlos Ferreira dos Santos, de 39 anos, que residia na Rua Yone Rodrigues, 351 (João Cabral), foi morto a tiros na Rua Ozana Pereira naquele bairro. Ele era usuário de drogas e respondia procedimentos por crimes de homicídio e furto tendo uma mulher como vítima.

Dia 16 – Bonifácio Sebastião da Silva, de 67 anos, que residia na Rua José Augusto Gonçalves, 114 (Campo Alegre) em Juazeiro, foi morto a pauladas na cabeça e encontrado num matagal perto de sua casa na Rua Luiz Pedro Gonçalves. Ele respondia procedimento por tentativa de homicídio.

Dia 29 – Joelson Junior da Silva, de 25 anos, que residia na Rua Sebastião Mariano, 673 (Tiradentes), foi lesionado a tiros na cabeça quando passava pela Rua José de Araújo naquele bairro e morreu ao dar entrada no Hospital Regional do Cariri. Era ex-presidiário que respondia por crimes de roubos, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em Juazeiro e Barbalha.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários