JPMotos
“Tiago Cavanhaque” é vítima de novo atentado em Juazeiro agora tendo “Girafa” como autor
11 de Janeiro de 2018 às 16:49
35
Visualizações

Uma tentativa de homicídio foi registrada por volta das 20 horas desta quarta-feira na Rua Beata Maria de Araújo perto do cruzamento com a José Paracampos nas imediações da Escola Lili Neri (João Cabral) em Juazeiro. O ex-presidiário Tiago Silva Santos, de 26 anos, o “Tiago Cavanhaque”, estava sentado na calçada de sua casa quando foi surpreendido pelos disparos efetuados por dois homens que fugiram numa moto de cor preta.

Um dos acusados foi identificado apenas pelo apelido de “Girafa” que é ex-presidiário. Segundo a polícia, Tiago responde por crimes de roubos, tentativa de homicídio, danos, porte ilegal de arma de fogo e foi socorrido ao Hospital Regional do Cariri. Uma de suas primeiras prisões aconteceu no dia 9 de abril de 2009 quando ainda era menor após efetuar disparos com uma espingarda calibre 12 contra Genilda Maria da Silva, de 44, Rosilda da Silva, de 26, e Gilson Dantas Ferreira de 22 anos.

Já no dia 6 de julho de 2009 ainda daquele ano, ele foi preso juntamente com um comparsa identificado como José Cleiton Alves Fernandes, de 41 anos. No dia 1º de dezembro de 2012 Tiago estava na porta de sua casa na Rua Beata Maria de Araújo e, ao ser revistado por militares do Ronda do Quarteirão, estes encontraram um revolver calibre 38 tendo seis cartuchos intactos e mais três no bolso da calça.

No dia 17 de maio de 2013 voltou a ser preso naquele imóvel em companhia de Miguel Genilson de Alcântara, de 22 anos, o “Castanha”, onde os PMs encontraram 15 munições calibres 12 e 38; sete celulares; uma câmera digital; documentos de motos; uma CNH em nome de Jucielma de Lima Bandeira; cartões de debito e crédito e um revólver calibre 38.

Enquanto isso, no dia 28 de fevereiro de 2016, foi vítima de atentado à bala durante festa no interior de uma chácara no bairro José Geraldo da Cruz. No tiroteio, morreu sua namorada Taís Pereira da Silva, de 18 anos, e sete pessoas saíram baleadas. Na noite do dia 13 de abril de 2016 Tiago voltou a ser preso na Rua Jaime Dorcy (Bairro João Cabral) com uma pistola e levado por militares do RAIO para a Delegacia de Polícia Civil.

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários