JPMotos
Três atentados à bala e faca no fim de semana em Crato e Várzea Alegre
30 de janeiro de 2018 às 09:23
31
Visualizações

Além dos assassinatos de José Marcondes Leopoldo de Araújo, de 33, Venâncio da Silva Varela, de 22, e Carlos Alves Dantas, de 14 anos, respectivamente, em Mauriti, Várzea Alegre e Missão Velha, três atentados à bala e faca foram registrados em Crato e Várzea Alegre. O plantão policial do final de semana registrou ainda um caso de ameaça em Potengi e outro de violência doméstica em Crato.

Na sexta-feira a polícia de Potengi prendeu o agricultor Francisco Alexandre Pereira, de 61 anos, residente na Vila Fulgencio, por ameaçar o neto de sua companheira no caso o menor de iniciais L. C. V. Depois, invadiu a residência de sua enteada Francisca Corrêa Viana. Quando a patrulha da PM chegou, Alexandre estava com uma faca na mão e ainda tentou subornar os policiais oferecendo R$ 200,00 para não ser preso.

Já em Várzea Alegre deu entrada no Hospital São Raimundo a jovem Josefa Elisie Vieira da Silva, de 33 anos, residente no bairro Rosinha daquele município. Segundo ela, foi vítima de um assalto no bairro Patos quando o acusado lesionou a mesma com uma facada e levou sua bolsa com R$ 1.922,00 em dinheiro. A polícia diligenciou sem o êxito de prender o acusado.

Por volta das 10 horas de sábado militares do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e uma ambulância do SAMU estiveram na Rua Bom Jesus, 146 (Bairro Zacarias Gonçalves) em Crato. No local, encontraram Luis Alexandre Pereira, de 33 anos, lesionado com uma facada na axila. Ele disse que estava bebendo na calçada com alguns amigos quando o acusado chegou e desfechou o golpe, mas não quis declinar o nome. O mesmo foi socorrido ao Hospital São Camilo.

Cerca de 10 horas depois outra patrulha do POG esteve na Rua Diógenes Frazão (Bairro Seminário) em Crato, onde o jovem Talisson Alves da Silva, de 19 anos, foi lesionado nas costelas com um dos cinco disparos efetuados para matá-lo. Segundo ele, eram dois homens numa moto Honda Bros de cor preta na qual fugiram. A vítima se refugiou dentro de uma Igreja Evangélica e foi socorrida Hospital São Camilo pela própria polícia.

Finalmente às 20h30min, igualmente de sábado e no mesmo bairro Seminário, esteve outra patrulha do POG após ser acionada por conta de um caso de violência doméstica. Foi na Rua Álvaro Bomilcar, onde a jovem Cibele de Sousa Silva, de 31 anos, disse à polícia ter sido lesionada pelo seu companheiro Rafael Pereira, de 28 anos, com um gargalo de garrafa. O acusado fugiu e não foi localizado nas diligências feitas pelos militares.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários