JPMotos
Vendedor de frutas acusado de matar um no centro de Juazeiro do Norte foi condenado
12 de setembro de 2018 às 06:05
43
Visualizações

O réu Gonçalo Lucivan da Silva, de 29 anos, residente no bairro João Cabral, foi condenado pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri a 13 anos e quatro meses de prisão. Por volta das 11 horas do dia 13 de maio de 2016 ele matou a golpes de faca José Nilton Raimundo dos Santos, de 50 anos, na Rua São Pedro em pleno centro de Juazeiro do Norte.

O conselho admitiu a tese do homicídio privilegiado e a sentença prolatada pelo Juiz Marcelo Wolney Pereira de Matos cita a ação criminosa por motivo fútil e dificultando a defesa da vítima. Por isso, foi mantida a prisão preventiva de Gonçalo que trabalha como vendedor de frutas. A vítima morava na Rua Beata Maria de Araújo, 157 (João Cabral), era usuária de drogas e suspeita de envolvimento em furtos e roubos, enquanto o autor do crime terminou preso em flagrante perto da Prefeitura de Juazeiro.

“Zé Nilton” caminhava pela calçada do estabelecimento onde funciona a empresa Bill das Baterias quando foi atingido com os golpes e saiu cambaleando até cair na calçada do Lojão Nortelar após atravessar a via pública. Gonçalo otinha apenas 20 anos quando foi preso pela primeira vez no dia 19 de setembro de 2009 após furtar dois celulares dos Soldados Arnaldo e Balbino do interior de uma viatura estacionada na Rua Vicente Barbosa de Melo no bairro Frei Damião.

Já no dia 13 de outubro de 2013 a polícia cumpriu mandado judicial prendendo Gonçalo quando este vendia frutas na Rua São Pedro, perto da prefeitura, no centro de Juazeiro. Ele foi levado para a Delegacia Regional de Polícia Civil, a fim de responder por assaltos. Segundo a polícia, a maioria dos seus irmãos já foi presa ou apreendida praticando furtos e roubos em Juazeiro.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

 

ComentáriosComentários