JPMotos
Vigilante que foi baleado e teve sua casa incendiada em Caririaçu morreu no HRC em Juazeiro
18 de abril de 2018 às 16:43
109
Visualizações

O guarda noturno que tinha sido baleado às 22 horas da última quinta-feira, dia 12 de abril, em Caririaçu, morreu na madrugada desta quarta-feira num dos leitos do Hospital Regional do Cariri em Juazeiro do Norte. Orlando Silva Filho, de 42 anos, foi lesionado a tiros quando estava trabalhando e passava pela Avenida Cachimbão situada no bairro Pernambuquinho em Caririaçu

Ele morava na Rua Francisco Feitosa de Lira, 95 no Conjunto Edmilson Leite, cujo imóvel foi incendiado criminalmente dois dias após enquanto o vigilante ainda estava internado no HRC. Orlando tinha passagens pela polícia por crimes de estupro, lesão corporal, violência doméstica e era suspeito de ter denunciado uma “boca de fumo” resultando nas prisões de acusados do tráfico de drogas pela Polícia Civil de Caririaçu.

Este foi o primeiro homicídio do mês de abril em Caririaçu e o terceiro de 2018 no município ou 27,27% em relação aos onze assassinatos registrados no decorrer do ano passado. Os outros deste ano o caso de duplo homicídio registrado no dia 1º de fevereiro dentro de uma casa no Sítio Umburanas. Naquela tarde foram mortos a tiros Maria Luiza Santana Honorato, de 59, e seu filho Rogivam Santana Honorato, de 30 anos, que ainda tentou se refugiar no banheiro.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários