JPMotos
Violência em Sobral deixa dezenas de mortos e vira reportagem na mídia nacional
2 de julho de 2018 às 09:30
123
Visualizações

Neste ano, 43 pessoas foram assassinadas em Sobral, 50 por cento a mais que em igual período de 2017

A cidade de Sobral, na região Norte do Ceará (a 224Km de Fortaleza), tornou-se motivo de reportagem especial do jornal Folha de São Paulo neste fim de semana. A alta taxa de violência no Município motivou a matéria. Em apenas seis meses de 2018, nada menos, que 43 pessoas foram assassinadas no Município.

O número representa um aumento de 50 por cento em comparação a igual período do ano passado. Durante os 12 meses de 2017, 120 pessoas foram vítimas dos denominados Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), ou seja, homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesão corporal seguida de óbito. A maioria das 120 pessoas executadas era jovem.

A cidade de Sobral, à exemplo do que ocorre em Fortaleza e Municípios da Região Metropolitana, é atingida diretamente pelo impacto do intenso tráfico de drogas e pela presença ostensiva das facções criminosas.

Segundo a matéria da Folha, bairros como Alto Novo, Sumaré, Terrenos Novos e outros, são dominados pelas facções PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho (CV). Nem mesmo os núcleos residenciais de programas sociais, como o “Minha Casa, Minha Vida”, ficam imunes à atuação dos traficantes e seus “soldados” (assassinos). É o que acontece, por exemplo, no Condomínio Nova Caiçara.

Tiros e mortes

Naquele residencial, construído para dar moradia a pessoas de baixa renda, a ação das facções já deixou neste ano um rastro de violência e morte. O condomínio formado por vários prédios foi inaugurado há quatro anos e neste período, os tiroteios e assassinatos se transformaram em uma perigosa rotina para os moradores e comerciantes.

“Sobral se tornou a terra dos pés juntos”, diz a matéria da Folha, citando o pasto evangélico Ronaldo Pereira como o autor da frase. Segundo o religioso, sua igreja está situada em um dos bairros mais violentos daquela cidade da Região Norte do Ceará. Pereira atua Nara convencer os jovens a deixar o mundo das drogas.

A cidade de Sobral foi a primeira do interior cearense e a receber uma das bases do Batalhão de Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), unidade que teve a finalidade de reforçar a segurança no Município em apoio ao 3º BPM (Sobrtal).

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários