JPMotos
Cortes de Bolsonaro causam impacto de R$ 4,2 milhões na economia do Cariri, diz Urca
4 de setembro de 2019 às 06:59
15
Visualizações

Pesquisadores da Universidade Regional do Cariri (URCA) se reuniram na tarde desta terça-feira (3), em Crato, para debater  agravantes causados pelos cortes pelo Governo Federal, e que atinge “de forma considerável a pesquisa no Cariri”.

Conforme dados repassados pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da URCA (PRPGP), os cortes terão um impacto de mais de R$ 4,2 milhões na economia regional.

Participaram do encontro o Reitor da instituição, Francisco do O’ de Lima Júnior, professores pesquisadores, bolsistas, alunos da graduação, mestrado e doutorado, representantes de diversos setores da URCA.

O Pró-Reitor a PRPGP, Professor Irwin Alencar, destacou através de dados levantados na universidade, e diante das últimas informações divulgadas sobre os cortes significados nas bolsas do CNPq e mais recentemente da Capes, que o cenário que se apresenta é destroçante, com comunicados de suspensão de qualquer tipo de bolsa. 

Para o pró-reitor, essa realidade traz um grande desalento para a academia por causar um impacto social que afeta o aluno, além do desenvolvimento e a economia regional. “Essas bolsas representam importante incremento na economia do Cariri”, disse. O aporte anual das pesquisas realizadas somente na URCA chega a R$ 4 milhões e 270 mil. Somente na iniciação científica serão afetados 322 alunos, o que representa anualmente um recurso de mais de R$ 1,5 milhão. Além de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

O professor afirmou que pesquisas importantes no Brasil serão atingidas, como a do tratamento das arboviroses, uma das mais desenvolvidas nesse segmento, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Conforme o pesquisador, o cenário representa um retrocesso equivalente a uma década. “O número de doutores da universidade é muito superior do que há 10 anos”, avalia.

Com redução de 50% para o próximo ano, a Capes hoje é o principal meio de fomento para as bolsas de mestrado e doutorado. “A pós-graduação reflete na qualificação do povo brasileiro, na independência científica e tecnológica”, disse

Impacto no Crajubar

Com os cortes, o índice de evasão pode aumentar na Universidade. Diante da preocupação da realidade dos cortes, o Reitor Francisco do O´ Lima Junior afirma que é necessário pensar em ações para atuar, com resistência política e que tenha um sentido institucional, mas acima de tudo político.

Outras propostas foram levantadas ao longo do debate, com a preocupação de fortalecer esse movimento, principalmente no sentido de evitar a saída do aluno da universidade. Para os professores é o momento de se fazer tudo para atravessar a crise ou, caso contrário, reverter esse processo será praticamente impossível.

Por Redação
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários