JPMotos
Herança: Três obras do governo Cid Gomes são incertas para 2017
30 de dezembro de 2016 às 17:44
21
Visualizações

20161230063050_6998_capa

Três obras icônicas do ex-governador Cid Gomes (PDT) têm destino incerto na segunda metade da gestão Camilo Santana (PT), aliado político do pedetista. Em entrevista ontem ao O POVO, ele revelou que a Ponte Estaiada “não é prioridade para o próximo ano”. O andamento das obras do Acquario ficará a cargo de concessão à empresa privada. “Eu não pretendo mais investir nenhum dinheiro público com a construção do Acquario. Estou procurando uma parceria com a iniciativa privada. Não dá mais pra gastar dinheiro público nessa obra”, afirmou o governador.

Em cinco contratos firmados, as obras do Acquario receberam R$ 136,1 milhões, informa o Portal da Transparência. O Governo paralisou a obra em fevereiro de 2015 para analisar contrato com a empresa responsável. De acordo com o governador, o projeto se mantém como no original. “Porém, não será com recursos públicos do Estado. Queremos que empresas privadas concluam, assumam e administrem o Acquario”, afirmou. Segundo o governador, há empresas interessadas na concessão, contudo, ele informou que burocracias no licenciamento impedem a parceria.

Já a Linha Leste do Metrô de Fortaleza continuará com as atividades suspensas até que impasse judicial seja resolvido.

Acquario e Linha Leste já consumiram R$ 332,5 milhões em investimentos públicos. Dez contratos firmados para a construção da Linha Leste acumularam R$ 196,3 milhões aplicados, segundo o Portal da Transparência. Com atividades paralisadas desde janeiro de 2015, parte do consórcio formado para construção foi desfeito. “Enquanto não concluir essa equação, não vamos reiniciar a obra. Até porque não queremos reiniciar e ter problema de paralisação”, disse Camilo Santana.

Conforme o governador, a prioridade para 2017 será concluir o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que está em fase de testes no trecho Parangaba-Borges de Melo. A previsão é interligar as estações Borges de Melo e Mucuripe até o fim de 2017. O chefe do Executivo estadual ainda adiantou que a Linha Sul do Metrô de Fortaleza, já concluída e em funcionamento, deve receber novos investimentos no próximo ano.

Quatro anos após ter o projeto apresentado por Cid Gomes, a Ponte Estaiada é a única que não recebeu recurso. “A prioridade neste momento é concluir as obras em andamento, fazer novos investimentos em saúde, educação e segurança”, comentou Camilo. Ele projetou ainda que esse e outros projetos serão pensados quando o cenário econômico estadual e nacional estiver mais favorável.

Por O Povo
Com Parceria Site Miséria.com.br

ComentáriosComentários