JPMotos
Lava Jato: Em grampo com Joesley da JBS, Aécio ataca Eunício por não melar operação
19 de maio de 2017 às 09:17

O senador afastado Aécio Neves (PSDB) atacou o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), em uma das conversas gravadas pelo empresário Joesley Batista, por não ter agido de forma enérgica para barrar a Operação Lava Jato.

Aécio reclama para o empresário que Eunício tem se recusado a ir contra as manifestações populares e a bancar a aprovação de medidas como a projeto de abuso de autoridade e a anistia ao caixa dois.

Na conversa, o senador afastado chama Eunício e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), de “frágeis” e pede que Joesley “mande um recado pro Rodrigo” para forçar a aprovação de matérias contra a Lava Jato dentro das “Dez Medidas Contra a Corrupção”.

“Tem que votar essa merda de qualquer maneira, assustar um pouco, eu tô assustando ele, entendeu? Se falar coisa sua aí… forte. Não que isso? Resolvido isso tem que entrar no abuso de autoridade… O que esse Congresso tem que fazer. Agora tá uma zona por quê? O Eunício não é o Renan”.

Na delação de Joesley, Aécio pede R$ 2 milhões para pagar sua defesa nos processos da Lava Jato. Nesta quinta-feira, tucano foi afastado do cargo, teve dois familiares presos e foi destituído da presidência nacional do PSDB.

CearáNews7

223 total views, 1 views today

ComentáriosComentários