JPMotos
“Quero ver as provas”: Lula diz estar ansioso para depor a Moro: “Espero mais do que convicções”
8 de abril de 2017 às 07:58

O ex-presidente Lula concedeu na manhã desta sexta-feira (7), uma entrevista à Rádio O Povo, de Fortaleza. Em uma conversa com a jornalista […] Lula falou, entre outros assuntos, sobre sua participação na obra da Transposição do Rio São Francisco, sua candidatura em 2018, a relação com o ex ministro Ciro Gomes e condenou a reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer.

DE QUEM É A ÁGUA?
“Essa obra só poderia ser feita por quem carregou lata d´água na cabeça, e esse presidente fui eu”. Disse o ex-presidente em relação à Transposição. Lula falou que o projeto tem pai, mãe, filhos e netos, mas o único dono é o povo brasileiro.

“JOÃO DÓRIA DISSE”
Lula minimizou as recorrentes críticas do prefeito de São Paulo, João Dória, em relação ao petista. “Ele quer que eu o transforme em um personagem antagonista, e isso não vai acontecer”, disse o ex-presidente. E completou: “O Dória foi eleito para governar São Paulo e é isso que ele precisa fazer”.

“FALA O QUE QUER…”
Nem o temperamento de Ciro acaba com o o respeito e o carinho de Lula por ele. Essa poderia ser uma declaração comum, mas às vésperas do que promete ser uma das mais polarizadas disputas eleitorais, o posicionamento do petista em relação ao presidenciável do PDT elucida ainda mais a possibilidade de uma chapa formada pelos dois partidos em 2018.

NÃO VÊ A HORA
Lula afirmou que está ansioso para depor ao juiz Sérgio Moro no próximo dia 3 de maio. “Eu finalmente irei saber do que sou acusado, mas não aceito que me apresentem convicções, eu quero que me apontem documentos, dinheiro recebidos, contas no exterior e provas contundentes”, disse em tom desafiador. Será o primeiro encontro ente Lula e Morto desde o início da operação em Curitiba.

FALAR É FÁCIL
Ao final da entrevista, Lula fez severas críticas às declarações e posicionamentos políticos feitos por quem ocupa cargos vitalícios. “Se querem fazer política, deixem seus cargos e filiem-se a algum partido, daí poderão opinar sobre política. Ele se referiu principalmente à Suprema Corte e delegados que, segundo o ex-presidente, aparecem frequentemente na mídia tomando posição clara em relação ao cenário geopolítico do país.

Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

490 total views, 2 views today

ComentáriosComentários