JPMotos
Após sair do BBB 19, Rodrigo diz que abrirá processo por racismo religioso
4 de abril de 2019 às 11:40
73
Visualizações

Eliminado na noite desta terça-feira (2) com 69,7% dos votosRodrigo falou sobre a sua saída da casa e a experiência dentro dela. Em entrevista à Ana Maria Braga no Mais Você, ele reforçou que não se arrepende de seu jogo e deixou claro que está procurando meios judiciais para contornar os casos de racismo que sofreu na casa.

“Minha família já entrou em contato com o advogado. A gente vai processar por racismo religioso“, disse ele no programa. “Minha família cultua o candomblé. Não cheguei nesse programa para catequizar ninguém, eu pouquíssimas vezes falei sobre isso [na cassa]”

Ele continua: “Não poderia me calar de forma alguma. Talvez eu tenha entrado nesse programa para isso. Talvez a minha missão tenha sido provocar esse tipo de reflexão”. “Chega de LGBTfobia, racismo, machismo. A gente precisa falar. É difícil falar a palavra ‘racismo'”, conta, emocionado. “Chegou a hora que a gente precisa assumir. A gente ainda tem esse relacionamento de Brasil colônia.” Ana Maria concordou com o “ex-brother” e disse que as pessas que pensam assim são ignorantes.

Questionado sobre se algum participante havia jogado de maneira errada, ele respondeu que sim, citando Paula, Hariany e Carol. “Estar ali dentro é muito diferente”, falou.

Dentre outros assuntos, também comentou os seus casos mais marcantes dentro na casa, como a questão do ronco. “Estava num quarto onde todo mundo roncava”, diz. “A gente lida muito mal com a diferença e a dificuldade do outro. […] Da forma como foi construída [a conversa], isso me afetou. Não foi uma conversa, se colocou uma assembleia, como se eu tivesse roubado algo.”

Emocionado, ele ainda afirmou que anseia por “ver algumas pessoas que quero para a minha vida”. Diz que a experiência valeu a pena pelas pessoas que conheceu, mencionando Gabriela, Rízia e Hana.

Antes de anunciar o resultado que eliminaria Rodrigo, o apresentador, Tiago Leifert, disse que a pessoa escolhida pelo público foi aquela que errou por não expor suas ideias, alguém que deveria ter se aberto mais e falado mais.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários