JPMotos
Número de jovens interessados em seguir a vida religiosa vem caindo ano a ano na Serra
19 de julho de 2017 às 06:50

A falta de interessados em seguir a vida de padre transformou o prédio do Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha, em um espaço para convenções e treinamentos de empresas. É o maior exemplo do esvaziamento da igreja por parte dos jovens na Serra. A situação não é recente, segundo o diretor do seminário, padre Ivan Luiz Bassotto, mas é efeito da diminuição gradativa do número de jovens que querem servir à Igreja Católica, um tendência que se agravou nos últimos anos na região. Nos anos 1990, o seminário, que oferecia Ensino Fundamental e Médio, chegou a ter 80 seminaristas; nos anos 2000, esse número baixou para 25. Desde 2015 não há interessados, de acordo com o religioso:

— Hoje é visível que as instituições como escola e família estão em crise. Isso, e a mudança do mundo, hoje repleto de oportunidades, foram afastando o jovem da igreja. Antes o ambiente era rural, agora é urbano, com inúmeras opções profissionais. Antigamente, ser padre era uma opção quase que necessária. Não é mais assim — pondera Bassotto.

164 total views, 1 views today

ComentáriosComentários