JPMotos
Polícia recolhe na PIRC e leva à Delegacia acusado de mandar atear fogo em veículos no Juazeiro
15 de maio de 2018 às 11:30
51
Visualizações

Um comboio formado por seis viaturas das polícias civil e militar de Juazeiro do Norte esteve na Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) para recolher o detento Teógenes Vicente de Medeiros, de 22 anos, o “Irmão Téo”, residente na Rua Porfirio Alves de Barros no bairro Romeirao. Ele foi levado à 20ª DRPC e ouvido pelo Delegado Regional de Polícia Civil, Juliano Marcula, sobre o seu envolvimento no caso dos veículos incendiados neste final de semana em Juazeiro.

Segundo as investigações, “Téo” teria dado ordens a comparsas para que ateassem fogo nos veículos conforme a descoberta da polícia a partir de citações, contatos telefônicos e troca de mensagens, fotos e vídeos. Coincidentemente, foi na rua onde ele mora que a polícia prendeu Daniel da Silva Souza, de 20; Luiz Fernando Santos da Silva, de 18; Maciel da Silva Souza, de 19 anos, o “Cabecinha” e o menor de iniciais J. F. S. S., de 15 anos.

Além disso, os policiais recolheram recipiente com gasolina, a moto e roupas usadas no crime, celulares com vídeos fazendo alusões aos atentados e comemorações aos feitos e se declarando integrante de certa facção criminosa. Eles seriam responsáveis por atear fogo em ônibus no depósito da Viação São Francisco no bairro Franciscanos e numa viatura do Demutran, bem como investigados quanto ao incêndio no ônibus da empresa Via Metro e a tentativa no Teatro Marquise Branca.

Teógenes é acusado de roubo contra parentes e crime de corrupção de menores protocolado na 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro no dia 3 de julho de 2014. Já no dia 9 de novembro daquele ano matou a tiros o menor Francisco Natanael Rodrigues da Silva, de 16 anos, o “Natan”, que residia na Rua Apolo XI no bairro Salesianos. O crime aconteceu na Paz perto do cruzamento com a Avenida Castelo Branco no bairro Romeirão. Além disso, porte ilegal de arma de fogo no dia 15 de janeiro de 2015.

No dia 14 de abril de 2016 “Téo” voltou a ser preso sob acusação do tráfico de drogas quando se encontrava num terreno baldio perto de sua casa junto com um rapaz de 25 anos e a polícia encontrou 18 pedras de crack e 11 papelotes de maconha. No dia 17 de janeiro de 2017 foi novamente preso sob acusação de assalto na Academia Fit Saúde na Rua São Bento (Franciscanos) quando ele e dois comparsas armados recolheram objetos de clientes e do personal trainer.

Eles foram encontrados usando drogas na Avenida Fortaleza perto do cruzamento com a Rua Todos os Santos no bairro Romeirão onde mora a jovem Tatiana da Silva, de 25 anos, que teria participação no crime. Além dela, “Téo” e um menor de 16 anos que reside no bairro Romeirão. Na casa, foram encontrados um perfume, cinco celulares, um relógio e vários documentos pertencentes ao pessoal da academia.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários