JPMotos
Atlético-PR faz gol no início, segura Atlético-GO e sai da zona da degola
18 de junho de 2017 às 21:12


Atlético-GO desperdiça pênalti e vê Atlético-PR sair de Goiânia com a vitória (Foto: Reprodução)

Em confronto direto contra o rebaixamento, Atlético-GO e Atlético-PR se enfrentaram neste sábado (17), em Goiás. O Furacão não jogou bem, foi muito pressionado pelo adversário, mas venceu por 1 a 0. Já o time da casa perdeu muitas chances de gol, inclusive um pênalti, e não conseguiu sequer o empate.

O resultado tira o Atlético-PR da zona de rebaixamento por enquanto. O time tem oito pontos, mas ainda pode ficar na zona da degola até o final desta rodada. Já o Atlético-GO ficou com seis pontos, provisoriamente em 17º.

O jogo começou em um ritmo alucinante. Primeiro o Atlético-PR fez gol com Sidcley, aos 3min de jogo, e também desperdiçou chances de gol com Douglas Coutinho e Nikão. Depois tudo mudou: começou uma pressão total do Atlético-GO, com bola no travessão, defesas de Wéverton e até um pênalti a favor – mas Everaldo chutou para fora.

O Atlético-PR foi para o 2º tempo com duas substituições, mas na prática nada mudou. O Atlético-GO continuou melhor no jogo e por pouco Igor e Andrigo não empataram o jogo logo no início. Depois o Furacão se retrancou melhor, evitou grandes sustos e encaixou esporádicos contra-ataques perigosos. O goleiro Felipe brilhou. Nos minutos finais a posse de bola continuou com o Atlético-GO, que foi parado por Wéverton nas principais tentativas.

Agora o Atlético-GO terá dois jogos para fazer fora de casa, contra Palmeiras e Vasco. Já o Atlético-PR receberá o São Paulo e o Vitória em Curitiba.

O melhor: Jorginho

O meia é o principal articulador das jogadas do Atlético-GO e foi responsável pela criação de muitos lances de perigo. Mas os atacantes não aproveitaram a boa atuação dele.

Sidcley artilheiro

No jogo anterior, contra o Atlético-MG, Sidcley fez o gol da vitória do Atlético-PR. O jogador, que é lateral esquerdo de origem, foi escalado na ponta esquerda, neste sábado, e voltou a marcar. Depois de chute de Douglas Coutinho, o goleiro Felipe espalmou, mas Sidcley pegou o rebote e balançou a rede.

A volta de Walter

Mais uma vez fora de forma, Walter estava barrado no Atlético-GO. Jogou só dez minutos contra a Ponte Preta e depois ficou no banco de reservas por dois jogos. Neste sábado, ele recebeu uma nova chance, pois entrou na partida aos 20min, no lugar de Breno Lopes. Ele saiu muito da área, até ajudou o time a articular jogadas, mas não foi perigoso na área.

Pênalti perdido

Um dos destaques do Atlético-GO no 1º tempo, Igor sofreu pênalti após disputa com Nicolas. Então Everaldo partiu para cobrança, mas chutou para fora, no lado direito.

Uniformes

No 1º tempo o Atlético-GO jogou com seu uniforme tradicional, rubro-negro, mas houve confusão com os trajes que o Atlético-PR usou, bordô e laranja. Por isso, após o intervalo, o Atlético-GO voltou com seu segundo uniforme, que é predominantemente branco.

Fim do tabu no Olímpico

O Estádio Olímpico ficou em reforma por 10 anos e voltou a ser utilizado no final do ano passado. O Atlético-GO passou a mandar jogos por lá e deu certo: o time ficou invicto por longo tempo, com oito vitórias e quatro empates. Mas sofreu a primeira derrota neste sábado.

ATLÉTICO-GO 0 X 1 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico
Data: 17/06/2017
Árbitro:  Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Cartões amarelos:  Grafite (CAP), Thiago Heleno (CAP), Deivid (CAP), Marcão (AGO), Nikão (CAP), Bruno Guimarães (CAP)
Gols: Sidcley, aos 3min do 1º tempo

ATLÉTICO-GO
Felipe Garcia; André Castro, Eduardo Bauerrmann, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Igor (Diego Rosa), Marcão; Breno Lopes (Walter), Jorginho e Andrigo (Luiz Fernando); Everaldo
Técnico: Doriva

ATLÉTICO-PR
Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Rossetto); Otávio e Deivid (Bruno Guimarães) ; Douglas Coutinho, Nikão e Sidcley; Grafite (Pablo).
Técnico: Eduardo Baptista

Fonte: UOL

 

76 total views, 1 views today

ComentáriosComentários