JPMotos
Fla deslancha no fim, bate Bangu e se classifica às semifinais do Carioca
23 de março de 2017 às 10:43

O Flamengo contou com gols de Renê, Leandro Damião e Matheus Sávio no segundo tempo em Volta Redonda para vencer o Bangu por 3 a 0 nesta quarta-feira (22) e manter os 100% de aproveitamento na Taça Rio. De quebra, garantiu antecipadamente a classificação às semifinais do Campeonato Carioca.

Líder do Grupo B, com nove pontos, o Fla já está garantido matematicamente na fase decisiva graças ao critério técnico: além do campeão da Taça Guanabara (Fluminense) e do campeão da Taça Rio (a ser definido), os dois times de melhor campanha no geral também estarão nas semifinais.

O Flamengo atuou desfalcado pelas convocações das Eliminatórias da Copa: Diego foi chamado por Tite para defender o Brasil, enquanto Guerrero e Trauco estão com a seleção peruana. O time volta a campo no domingo (26) para fazer o clássico com o Vasco, no Mané Garrincha, em Brasília (DF). Já o Bangu, que tem só um ponto no Grupo C, recebe o Botafogo no mesmo dia.

Bangu se fecha na defesa, mas Flamengo assusta

A proposta de jogo do Bangu foi clara desde o início: dez jogadores atrás da linha da bola, com apenas Loco Abreu isolado à frente. O Flamengo sofreu para criar jogadas e furar o bloqueio, mas conseguiu assustar com chutes de longe e chegadas pela direita, nas costas do lateral esquerdo Guilherme. Por lá saíram as melhores jogadas do time rubro-negro, que pecou tecnicamente na hora de definir no primeiro tempo.

Garotos ganham chance e fazem jogo discreto

Sem Diego e Guerrero, o Flamengo perdeu bastante poder ofensivo. No meio, o garoto Lucas Paquetá apareceu bem com um lindo passe para Mancuello no primeiro tempo, mas sumiu no decorrer do jogo e saiu no segundo tempo. Na frente, Vizeu brigou muito com os três zagueiros do Bangu e teve poucas chances de definir. Também foi substituído na segunda etapa.

Bangu perde gol inacreditável

A proposta de jogo do Bangu foi clara desde o início: dez jogadores atrás da linha da bola, com apenas Loco Abreu isolado à frente. O Flamengo sofreu para criar jogadas e furar o bloqueio, mas conseguiu assustar com chutes de longe e chegadas pela direita, nas costas do lateral esquerdo Guilherme. Por lá saíram as melhores jogadas do time rubro-negro, que pecou tecnicamente na hora de definir no primeiro tempo.

Garotos ganham chance e fazem jogo discreto

Sem Diego e Guerrero, o Flamengo perdeu bastante poder ofensivo. No meio, o garoto Lucas Paquetá apareceu bem com um lindo passe para Mancuello no primeiro tempo, mas sumiu no decorrer do jogo e saiu no segundo tempo. Na frente, Vizeu brigou muito com os três zagueiros do Bangu e teve poucas chances de definir. Também foi substituído na segunda etapa.

Bangu perde gol inacreditável

O Bangu passou quase a totalidade do jogo se defendendo, mas quase balançou as redes em uma de suas únicas chegadas à frente. Após cruzamento no início do segundo tempo, Loco Abreu ajeitou de cabeça e Bruno Luiz perdeu um gol incrível, errando a finalização na pequena área.

Zé Ricardo muda no segundo tempo e Fla deslancha

Com o Flamengo tendo dificuldades diante da retranca do Bangu, Zé Ricardo mudou tudo aos 10 minutos do segundo tempo: saíram Mancuello e Paquetá para as entradas de Berrío e Leandro Damião. O Fla ficou muito mais aberto e direto, com Berrío e Éverton pelas pontas e Damião e Vizeu na área. Com pressão em cima da defesa do Bangu, o gol saiu graças a um lindo chute de longa distância de Renê. Depois, Pará cruzou na medida e Damião desviou de cabeça para aumentar, e Matheus Sávio fechou o placar após receber de Éverton na área.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 3 x 0 Bangu

Local: Estádio Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data: 22/03/2017
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Elton Azevedo
Gols: Renê, aos 28, e Leandro Damião, aos 40, e Matheus Sávio, aos 42 minutos do 2º tempo
Cartão amarelo: Eroza (Bangu)

Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Willian Arão e Márcio Araújo; Mancuello (Berrío), Lucas Paquetá (Leandro Damião) e Éverton; Felipe Vizeu (Matheus Sávio). Técnico: Zé Ricardo

Bangu: Márcio; Daniel Damião, João Guilherme, Anderson Penna, Rafael Henriques e Guilherme; Washington (Bruno Luiz), Eroza (Matheus Pimenta), Bruno Bêra e Raphael Augusto (Leandro Chaves); Loco Abreu. Técnico: Roberto Fernandes

Fonte: UOL

129 total views, 1 views today

ComentáriosComentários