JPMotos
No Paraná: Flamengo tenta afastar a crise em visita ao Coritiba
17 de novembro de 2017 às 09:41

Vivendo um momento conturbado, o Flamengo tenta afastar o clima de crise em visita o Coritiba nesta quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, em confronto válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro vem de uma derrota de 2 a 0 para o Palmeiras e, estacionado nos 50 pontos, começa a ver a vaga na Copa Libertadores ficar ameaçada. Já o Coxa, que empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta no fim de semana, em casa, tem 40 pontos e não perde há seis jogos. O foco ainda é a luta contra o rebaixamento, embora ainda tenha chances matemáticas de brigar por um lugar no torneio continental.

O jogo pode ser considerado crítico para o Flamengo não apenas pela pontuação, mas pela chance de fazer o clima negativo na Gávea virar crise de vez. Na quarta-feira, dia do aniversário do clube, torcedores organizaram um protesto na porta do Ninho do Urubu, hostilizando os jogadores. O retorno ao Rio de Janeiro e os próximos treinos poderão ser ainda mais tensos no caso de derrota no Sul.

Tentando transmitir tranquilidade ao grupo, Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo, destacou para os jogadores a importância de que os erros cometidos em alguns jogos recentes não se repitam contra o Coritiba. O Rubro-Negro vem pecando muito como visitante.

“Nós não podemos cometer alguns erros, como os vistos contra o Palmeiras. O jogo contra o Coritiba vai ser muito complicado e é importante que a gente tenha um bom desempenho. O Flamengo é uma equipe grande, que tem de saber administrar os jogos tanto como mandante e visitante. Às vezes, temos sido muito generoso, agindo mais com emoção do que com a razão”, disse Rueda.

Os jogadores garantem que vontade não vai faltar.

“O Flamengo sabe que precisa melhorar em alguns aspectos e estamos trabalhando muito para conseguirmos atingir os nossos objetivos. Não podemos errar contra o Coritiba porque vai ser um jogo muito perigoso”, disse o goleiro Diego Alves, um dos poucos jogadores que estão sendo preservados dos protestos por conta do bom desempenho que vem demonstrando em campo.

Em termos de escalação, Rueda não antecipou o time do Rubro-Negro, mas mudanças devem acontecer. Na zaga, setor mais criticado, Juan reaparece após se recuperar de desgaste muscular e vai ocupar a vaga do contestado Rafael Vaz. Ele será o parceiro de Rhodolfo. O meia Diego, que estava com a Seleção Brasileira, pode ser usado se chegar bem da Inglaterra. Neste caso, Felipe Vizeu voltaria ao banco e Lucas Paquetá jogaria mais avançado.

gazetaesportiva

46 total views, 1 views today

ComentáriosComentários