JPMotos
São Paulo dá vexame, perde para o Juventude e se complica na ‘Copa do Mundo’
25 de agosto de 2016 às 11:59

57be4fbd440dc-3

Na terça-feira, na véspera da partida contra o Juventude, o volante Hudson disse que a Copa do Brasil seria encarada como uma “Copa do Mundo” pelo São Paulo. Quem esperou ver um time ao menos semelhante àquele semifinalista da Libertadores, no entanto, se frustou. O Tricolor deu vexame e perdeu para os gaúchos por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Morumbi, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. O resultado complica os paulistas para a volta, marcada para o dia 21 de setembro, em Caxias do Sul.

A Copa do Mundo citada por Hudson nem entrou no Morumbi. Passou longe. Apenas 6.643 torcedores enfrentaram o frio e foram apoiar contra um time da Série C. Quer dizer, apoiar nem tanto. Bastou o Juventude abrir o placar, aos 9 minutos de jogo, para o mundo tricolor cair. Roberson, duas vezes, jogou o time da casa contra a torcida. Ou vice-versa.

A falta de sintonia chegou ao ápice quando Carlinhos cruzou a bola para Chavez fazer, de cabeça, o gol do São Paulo, ainda no primeiro tempo. Xingado pouco antes, o lateral-esquerdo provocou a torcida colocando a mão na orelha. Passou a ouvir vaias a cada toque na bola. O clima azedou, tudo isso ainda no primeiro tempo.

A falta de sintonia entre São Paulo e torcida se explica pela irregularidade no Campeonato Brasileiro e o pobre futebol apresentado nos últimos jogos. Perdido desde que foi eliminado na semifinal da Libertadores, há mais de mês, o São Paulo chegou a quatro jogos sem vencer no Morumbi (Chapecoense, Atlético-MG, Botafogo e Juventude). A má fase resultou em revolta da torcida, que, em pouco número, passou a maior parte do jogo cobrando reação e os jogadores. As organizadas pediram “Raça!” e cantaram “Não é mole, não, estou cansado de time amarelão”. Ricardo Gomes tentou reagir.

Com Michel Bastos no lugar de João Schmidt, o Tricolor retornou melhor para o segundo tempo contra o organizado Juventude, criou algumas chances, mas voltou a sofrer quando Thiago Mendes fez pênalti em Lucas. Roberson, o nome do jogo, fez a festa gaúcha e ampliou o desespero tricolor. Drama.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo, contra o Coritiba, novamente no Morumbi. A falta de perspectiva de melhora é preocupante. Os últimos nove gols do time foram marcados por jogadores estrangeiros, entre Calleri, Cueva e Chavez. O time parece ter ficado no passado, enterrado lá em Medellín. Agora, precisa vencer por dois gols de diferença ou por um desde que faça pelo menos três para eliminar o Juventude e seguir na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 JUVENTUDE

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 24 de agosto de 2016 (quarta-feira), às 21h45
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Público/renda: 6.643/ R$ 145.406,00
Cartões amarelos: Lyanco e Lugano, no banco de reservas (SAO); Ruan e Bruninho (JUV)
Cartão vermelho: Ruan (JUV)
Gols: Roberson 9′ 1ºT (0-1); Andrés Chávez 39′ 1ºT (1-1); Roberto 28′ 2ºT (1-2)

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Maicon, Lyanco e Carlinhos; Hudson (Luiz Araújo 39′ 2ºT), Thiago Mendes e João Shcmidt (Michel Bastos – intervalo); Kelvin (Gilberto 29′ 2ºT), Andrés Chávez e Cueva. Técnico: Ricardo Gomes

JUVENTUDE: Elias; Neguete, Willian Klaus, Ruan e Pará; Bruninho, Vacaria (Wanderson 34′ 2ºT), Felipe Lima (Lucas 26′ 2ºT) e Wallacer; Roberson e Hugo (Caio 15′ 2ºT). Técnico: Antônio Carlos Zago

  Fonte: Lance!

158 total views, 2 views today

ComentáriosComentários