JPMotos
Agentes do Detran são detidos após abordar Sargento da PM com “arbitrariedade e truculência”
26 de junho de 2017 às 16:15

Três agentes do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) foram detidos e levados à delegacia nesta quinta-feira (22), durante uma operação realizada no município de Abaetetuba, no nordeste paraense.

Tudo começou depois que os agentes abordaram um sargento da Polícia Militar, que não teve a identidade divulgada, com “arbitrariedade e truculência”, segundo disse o PM. O militar chegou a informar sua identidade, mas os agentes continuaram com ameaças e acabaram sendo detidos por desacato à autoridade policial.

POPULAÇÃO REVOLTADA

Este não foi o primeiro caso de truculência registrado no município durante a operação que está sendo realizada há cerca de 10 dias. Segundo os moradores, na semana passada, agentes derrubaram um rapaz que estava com sua filha em uma motocicleta. Ele chegou a ser socorrido e teve que ser internado em um hospital com ferimentos sérios.

Revoltados com ações constantes dos agentes, hoje a população chegou a quebrar o vidro de um carro do Detran. Em seguida, os envolvidos foram para frente da Delegacia do município, onde os agentes prestam depoimento.

Truculência e abuso de autoridade não são exclusivos de agentes do Detran. Em março deste ano, uma empresária de 31 anos, que preferiu ter a identicidade preservada, procurou a reportagem do DOL para denunciar um agente da Secretaria Municipal de Transportes de Ananindeua (Semutran), que teria transformado uma simples ocorrência de trânsito em uma exposição de abuso.

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) informou que durante as ações da Operação “Buriti”, no município de Abaetetuba, desenvolvidas por integrantes da Polícia Militar e do Departamento de Trânsito do Estado do Pará, o condutor de uma moto foi parado, pois não utilizava capacete. Além disso, a fiscalização constatou ainda o atraso no licenciamento da motocicleta desde 2012.

A Segup informou também que o dono da moto, um policial militar, foi avisado que o veículo seria apreendido, mas se opôs e acionou outras pessoas, a fim de reaver o veículo. Os agentes de trânsito foram encaminhados pela Policia Militar  à delegacia da cidade. Ao saber do ocorrido, o Comando da Polícia Militar, designou, de imediato, uma equipe da Corregedoria da PM, de Abaetetuba, para iniciar investigação quanto à conduta do policial. Uma equipe da Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) irá até ao município, com o intuito de abrir os procedimentos judiciais necessários que o caso requer.

PF

328 total views, 6 views today

ComentáriosComentários