JPMotos
China investiga academia por adotar crianças órfãs para lutar MMA
31 de agosto de 2017 às 10:21
1
Visualizações

As autoridades da China estão investigando uma academia de MMA em Chedgu, na província de Sichuan, por adotar crianças abandonadas e colocá-las para lutar a fim de lucrar com elas. Segundo informações do site China.org, cerca de 400 garotos com idades entre 10 e 14 anos eram obrigados a treinar exaustivamente todos os dias para entrar no octógono e “entreter” adultos.

De acordo com o site Combate, a investigação foi deflagrada a partir de um vídeo que viralizou na internet. As imagens em questão mostravam a luta de dois meninos no octógono. Além disso, um outro vídeo, feito como uma espécie de mini-documentário, exibiu crianças competindo num local chamado Enbo MMA Club. O filme aponta que crianças em condições de rua foram adotadas por essa academia e eram obrigadas a treinar várias vezes por dias, em condições desumanas.

As lutas contam com cinturões e as crianças que se machucam ou não rendem no ringue são devolvidas para os locais onde foram adotadas, como se fossem abandonadas novamente. Não existe contrato com a academia, reforça o Combate.

Lutas de MMA na China com crianças não acontecem apenas na Enbo Fight Club. As autoridades do país investigam outros locais que promovem eventos deste tipo.

Noticias ao Minuto

ComentáriosComentários