JPMotos
Em São Paulo: Turbina de avião da Latam pega fogo no aeroporto de Congonhas
23 de fevereiro de 2017 às 11:49

A turbina de um avião da Latam, que faria o voo 3264 para Belo Horizonte, pegou fogo no começo da noite desta quarta-feira (22) na pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A aeronave se preparava para decolar. Os passageiros já foram desembarcados do avião.

Segundo a Latam, estavam a bordo da aeronave 134 passageiros e seis tripulantes. “A empresa está oferecendo opções de reacomodação aos passageiros, e os que optaram por seguir para Belo Horizonte ainda esta noite poderão embarcar no aeroporto de Congonhas no voo JJ 3226, com decolagem prevista para as 22h30 com destino a Belo Horizonte/Confins”, disse a companhia em comunicado.

Por causa do incidente, o aeroporto ficou fechado, mas foi reaberto às 20h07, informou a Infraero. Às 22h, 20 voos estavam atrasados.

Segundo informações do Pavilhão de Autoridades do aeroporto, o incêndio começou por volta das 18h45 devido a problemas em uma das turbinas da aeronave. A pista teve que ser lavada para poder ser reaberta.

De acordo com nota divulgada pela Latam, “o avião teve um princípio de incêndio em uma das turbinas durante o procedimento de decolagem, que foi interrompido. Os bombeiros foram acionados e controlaram a situação. Não há registro de feridos.” Ainda segundo o comunicado, “a companhia já abriu um processo para investigar as causas do incidente.”

O avião que pegou fogo é um A320, da Airbus, e tem capacidade para 174 passageiros. Segundo registro aeronáutico disponível no site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave foi comprada pela Latam — então TAM — em janeiro de 2002 e tem certificado de aeronavegabilidade (certificado de que um avião está em condições de operar) válido até novembro de 2022.

Aeroporto em área populosa

Situado em meio a uma área populosa na zona sul de São Paulo, o aeroporto de Congonhas já foi palco de dois graves acidentes envolvendo aviões da TAM, companhia que deu origem à Latam após fusão com a Lan em 2016.

Em 1996, o voo TAM 402, operado por um Fokker 100, decolava com destino ao Rio de Janeiro. O voo, no entanto, durou apenas 24 segundos antes de cair na rua Luís Orsini de Castro, no bairro do Jabaquara, matando 99 pessoas –96 a bordo do avião e outras três que estavam no solo.

Quase 11 anos depois, em julho de 2007, o Airbus A320 da TAM que chegava de Porto Alegre no voo 3054 não conseguiu frear na pista, tentou arremeter e colidiu com o prédio da TAM Express. Morreram na tragédia 199 pessoas –187 a bordo e 12 no solo.

Construído em 1936, Congonhas ficava em uma área praticamente deserta de São Paulo, mas a cidade cresceu e engoliu o antes isolado aeroporto. Embora o risco exista, especialistas do setor aeronáutico garantem que o terminal é seguro.

Em 2016, pela primeira vez, o aeroporto de Congonhas transportou mais de 20 milhões de pessoas em um ano, ficando atrás apenas do aeroporto de Guarulhos em número de passageiros.

Fonte: UOL

159 total views, 1 views today

ComentáriosComentários