JPMotos
Funcionários do IML são flagrados arrastando corpo pela lama em AL
27 de setembro de 2017 às 11:37

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra dois funcionários do Instituto Médico Legal (IML) de Maceió carregandos um corpo pela lama, em uma região rural de Branquinha, que fica a 62 quilômetros da capital alagoana. Os dois homens vistos nas imagens foram demitidos do órgão. O caso aconteceu no último dia 21.

De acordo com informações do UOL, o corpo era de um suspeito de matar um fazendeiro do local, assassinado durante uma operação policial. No vídeo, é possível ver os funcionários levando o cadáver por vários metros por uma estrada cheia de lama. Já no fim da gravação, um dos homens joga lama no rosto do cadáver.

Uma terceira pessoa também pode estar envolvida no caso, que “aparece” rindo da atitude dos funcionários do IML. “É bom para tomar um banho para relaxar um pouquinho”, diz. “Olha o que dá aí matar pai de família”, completa. Essa terceira pessoa não seria integrante da equipe.

Por meio de notal, a Perícia Oficial do Estado de Alagoas (Poal) informou que “não compactua com a conduta adotada pelos dois funcionários da empresa prestadora de serviço dos Institutos”. “Esse tipo de procedimento é totalmente irregular, e incompatível com as atividades desempenhadas pelas equipes do IML”, afirmou.

Depois de receber a denúncia, a Perícia disse que notificou a empresa sobre a conduta dos funcionários e “cobrou medidas administrativas em relação ao fato”, citando que “situações como essa não serão admitidas pela direção da Poal”. Além de demitir os dois funcionários, a empresa terceirizada também se comprometeu com o Estado a capacitar as equipes que atuam no IML. “Este fato isolado não irá voltar a se repetir”, finalizou.

Noticias ao Minuto

170 total views, 1 views today

ComentáriosComentários