JPMotos
Idoso é dado como morto por médicos no AM, mas ´ressuscita´
15 de julho de 2017 às 10:23

“Um milagre, com certeza”. É desta forma que Rosilane Mendonça de Souza resume o que aconteceu com o pai, o gari Ronaldo Martins de Souza, 63 anos. O idoso chegou a ser dado como morto pela equipe médica do SPA (Serviço de Pronto Atendimento) da Galileia, na zona norte de Manaus, mas “ressuscitou” minutos depois.

De acordo com informações da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, Ronaldo deu entrada no hospital por volta das 15h de terça-feira (11) com um quadro de parada cardiorrespiratória, desacordado e sem sinais vitais. Conduzido à sala de reanimação, foi submetido por cerca de 1h a procedimentos de ressuscitação, sem sucesso.

A notícia foi dada pela equipe médica plantonista às três filhas do gari no hospital. Elas, com isso, deram início ao protocolo de óbito. “Nos informaram que fizeram massagem cardíaca, choque, tudo que foi possível, mas que infelizmente ele tinha falecido. Não havia mais sinais vitais, a pupila estava dilatada… Era um quadro de morte cerebral”, explica Rosilane, que chegou a se despedir do pai ao lado das duas irmãs.

“Permitiram que a gente entrasse no quarto antes de desligar o aparelho. Ele estava muito gelado. Fizemos uma oração e me despedi do meu pai. Pedi a Deus que colocasse ele num bom lugar”.

A irmã mais velha da vendedora de 31 anos chegou a sair do hospital para dar a triste notícia para a mãe, que ainda não sabia da internação. Enquanto isso, as outras duas filhas de Ronaldo aguardavam a liberação do corpo no SPA. No entanto, para surpresa da família e da equipe médica, os sinais vitais do gari voltaram na hora em que os tubos seriam retirados.

“Mandaram a gente pra sala do necrotério, para aguardarmos, mas meia hora depois fomos chamadas de volta. Disseram que o pulso havia voltado. Foi uma alegria tremenda. Disseram que meu pai tinha morrido e meia hora depois ele não tinha mais. Avisei minha irmã do que aconteceu e ela voltou”.

Quadro é grave

Apesar da alegria de ter o pai de volta, Rosilane diz que o quadro de Ronaldo ainda é crítico. Ele foi transferido na manhã de quarta para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio e está em coma induzido. O idoso se encontra entubado, sedado e seu estado geral ainda é grave.

Mas a filha não perde as esperanças, ainda mais depois de testemunhar um “milagre”. “É possível que ele reaja bem ao tratamento. Os médicos estão fazendo o que está ao alcance deles. Peço que continuem orando pelo meu pai”.

Fonte: UOL

 

720 total views, 4 views today

ComentáriosComentários