JPMotos
Paciente do Caps vira atração em rádio e se torna folcórico
11 de agosto de 2017 às 14:27

De uma pessoa antigamente agressiva e hoje atenciosa e folclórica. Estas são as atuais virtudes de José Edimar Pereira de Araújo, de 50 anos, paciente do Caps, residente na rua São Miguel, no Alto Manoel Mariano, na periferia da cidade. Edimar Pereira, a mais de 6 anos ganhou espaço na rádio Papagaio Fm 97,5 através dos radialista Marcondes Reis e Deusivan Macedo, que apresenta de 11 ao meio dia e quinze, o programa Show de Esportes, com exceção da terça feira, onde o programa de esportes se transforma no programa “O Funaré”, com a participação de artistas da terra, repentistas, mudo falando, sanfoneiros e com a participação especial de Edimar Pereira, que responde as perguntas do apresentador Deusivan Macedo, tais como: Quem foi a primeira mulher  presidenta do Brasil, ele responde na ponta da língua, Dilma. Quem quebrou o Brasil, a resposta já vem de imediato, Michel Temer. Quem descobriu o Brasil, Pedro Alves Cabral, dois mais dois, Edimar responde com o olhar fixo que é 4, e daí em diante a matemática dele vai se equivocando, como 8 mais 8, 24, e assim sucessivamente.

Edimar Pereira ainda canta músicas e já gravou até vinhetas para emissora. Hoje ele tem o carinho de todos os funcionários, da população de Icó e do diretor da emissora Carlinhos Nunes. Segundo psicólogos, a emissora de rádio se transformou em uma terapia para o paciente do Caps Edimar Pereira e é um processo positivo para melhorar sua auto estima. Apesar das limitações, Edimar Pereira demonstra amor pelas pessoas mais próximas e afeto.

Ele reside com sua mãe idosa que é deficiente visual e fica sob os cuidados de uma de suas irmãs que mora vizinha. De segunda a sexta Edimar Pereira cedinho já está na rádio Papagaio aguardando o horário de sua participação. Vinhetas com a voz extrovertida do paciente do Caps Edimar Pereira constantemente são usadas na programação da rádio. Como cortaram o rabo do jumento e tô revoltado, é melhor um gato miando do que um cachorro latindo, tão matando os cachorros, sai da frente, dentre outras, já viraram atração a parte.

Os próprios familiares do paciente do Caps e pessoas mais próximas admitem que ocorreu uma transformação depois que Edimar Pereira começou a frequentar a emissora. O radialista Deusivan Macedo acrescentou que os microfones transformaram Edimar Pereira, que antes arremessava pedras em veículos na cidade ao ser provocado. Hoje Edimar Pereira é um verdadeiro mascote da rádio Papagaio e tem o carisma de todos.

Com informações do radialista Richard Lopes

Por Agência Miséria
Com Parceria Site Miséria.com.br

309 total views, 1 views today

ComentáriosComentários