JPMotos
IBGE aponta aumento da população em Ipaumirim, Baixio, Cedro, Iguatu, Pereiro e Umari
31 de agosto de 2017 às 11:29

Brasil, São Paulo, SP. 24/04/2007. Vista da fachada da Sede do IBGE em São Paulo, no bairro do Itaim Bibi, zona sul da capital paulista. – Crédito:PAULO PINTO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:162262

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE] divulgou, nessa quarta-feira [30], as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2017  e a comparação populacional entre 2016 e 2017.

Na região, os dados apontaram aumento da população no município de Baixio, com aumento de 6.214 a 6.228 habitantes entre 2016 e 2017 [+ 0,23%]. No mesmo período de um ano, foi observado aumento populacional em Cedro [25.038 para 25.063 e + 0,10%], Iguatu [102.013 para 102.614 e + 0,59%], Ipaumirim [12.327 para 12.349 e + 0,18%], Pereiro [16.139 para 16.163 e + 0,15%] e Umari [7.668 para 7.671 e + 0,04%].

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União [TCU] no cálculo do Fundo de Participação de Estados [FPE] e Municípios [FPM] e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por um procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios.

O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos [2000 e 2010].

As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010. A tabela com a população estimada para cada município foi publicada no Diário Oficial da União [D.O.U.].

* Com informações do IBGE

1,324 total views, 2 views today

ComentáriosComentários