JPMotos
Prefeitura de Ipaumirim-CE: Nota de Pesar e Esclarecimento
23 de fevereiro de 2016 às 10:35

Img0_600x400 (1)O município de Ipaumirim, através da Secretaria Municipal de Saúde, vem a público externar o mais profundo sentimento de pesar pelo falecimento da criança José Isaac Gonçalves . diagnosticada com microcefalia.
O município também torna pública sua insatisfação com a reportagem sobre o presente caso, exibida no último dia 11 de fevereiro no programa Bem Estar, da Rede Globo. A citada reportagem veiculou uma série de informações equivocadas que precisam ser revisadas e explicadas, para conhecimento da população e demais interessados.
Em primeiro lugar, a repórter Biana Alencar afirma que a paciente Kelly Sabrina realizava o pré-natal no “único” Posto de Saúde da cidade. A informação está equivocada, visto que o município conta com 04 (quatro) unidades do Programa Saúde da Família (PSF), sendo 02 (duas) na cidade e 02 (duas) nos distritos de Felizardo e Canaúna.
Além disso, a repórter afirma que Kelly só foi transportada para Fortaleza “quando já estava em trabalho de parto”, em um “carro comum, com o motorista da Prefeitura”. A paciente seria transportada até a Capital em uma das ambulâncias do hospital, mas sua própria mãe, Maria do Socorro Pereira, solicitou que a viagem fosse realizada em um carro comum, por medo de contaminação. Além disso, o condutor do veículo era motorista específico do hospital, e não da Prefeitura, como foi dito pela repórter.
Quando a viagem começou, a paciente Kelly ainda não havia entrado em trabalho de parto, ao contrário do que foi afirmado pela repórter. A paciente só começou a sentir dores quando o deslocamento já havia iniciado e o automóvel já estava distante cerca de 300 quilômetros de Ipaumirim.
Tanto é assim que, por opção da própria paciente e de sua mãe, a viagem só foi iniciada na madrugada seguinte ao dia em que o automóvel foi solicitado, sendo que o carro já estava à sua completa disposição no momento em que foi requerido. Foi da paciente e de sua mãe a opção de iniciar a viagem na madrugada do dia seguinte.
Conforme demonstrado nos prontuários, a mãe da criança contou, para o pré-natal, com acompanhamento médico oferecido pela Rede Municipal desde o segundo mês de gestação. Por opção da gestante, porém, todas as ultrassonografias foram realizadas em médico particular.
A Secretaria de Saúde também possibilitou acompanhamento de alto risco oferecido pela Policlínica de Icó. Depois do nascimento, o bebê foi acompanhado pela equipe médica de Ipaumirim desde seu retorno da Capital até o dia do óbito.
Assim sendo, declaramos nosso incômodo com as informações errôneas ou distorcidas que foram apresentadas pela reportagem do Programa Bem Estar. Também informamos que será aberta uma sindicância para apurar se houve qualquer tipo de negligência por parte dos profissionais do hospital.
Além disso, fazemos questão de destacar que toda e qualquer gestante recebe todo o apoio e atenção necessários durante atendimento nas Unidades Básicas de Saúde da Família, contando com a presença de profissionais capacitados de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde.
Para mais esclarecimentos, por favor entre em contato com a Secretaria de Saúde de Ipaumirim.

Informações colhidas dos seguintes servidores do município:

Alcileno Santana (Motorista do Hospital)
Saskya Tatyanna (Setor Administrativo do Hospital)
Kelsia Nery (Setor Administrativo do Hospital)

Além de todo o histórico de atendimento e deslocamento estarem arquivados em prontuários médicos.

Atenciosamente,

Magna Suelly Gonçalves
Secretária de Saúde do Município

Site da prefeitura de Ipaumirim

225 total views, 1 views today

ComentáriosComentários