JPMotos
Pente-fino do INSS já gerou economia de R$ 30 milhões somente no Ceará
15 de abril de 2017 às 09:23

O pente-fino do INSS nos benefícios de auxílio-doença já gerou uma economia de R$ 30 milhões somente no Ceará, segundo levantamento do Governo Federal. Até agora, já foram realizadas 1.700 perícias no Estado, e 82% delas resultaram no cancelamento do benefício.

Na maior parte dos casos, as avaliações médicas apontaram que as pessoas já estavam aptas para voltar ao trabalho. Há também pessoas que foram convocadas, mas não compareceram à perícia.

Em todo o país, a economia gerada já é de R$ 1 bilhão e 590 milhões por ano para o Fundo de Previdência Social.

Como funciona?

Neste primeiro momento, o INSS está convocando todos os beneficiários do auxílio-doença que há mais de dois anos não passavam por perícia. Também serão chamados aqueles que recebem aposentadoria por invalidez, têm menos de 60 anos e que estejam há dois anos sem avaliação médica.

As revisões periódicas são obrigatórias, mas não estavam sendo realizadas pelo governo passado. No total, 1 milhão e 700 mil pessoas deixaram de passar pela perícia nos últimos anos.

A estimativa do governo federal é que as revisões dos auxílios-doença e das aposentadorias por invalidez gerem uma economia de R$ 8 bilhões para os cofres públicos.

A convocação é feita por carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado tem cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. O beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

cearanews7

460 total views, 1 views today

ComentáriosComentários