JPMotos
Acusado de seis homicídios em Juazeiro foi preso com pistola e seu amigo com um revólver em Barbalha
29 de março de 2017 às 06:51

Um jovem de apenas 28 anos de idade acusado de praticar dois homicídios em Juazeiro no ano de 2011 e outros quatro em 2013 foi preso por uma patrulha do COTAR (Comando Tático Rural) no Bairro Campo Alegre em Juazeiro. Tarciano Souza Silva, de 28 anos, apelidado por “Tarso”, costuma proferir ameaças contra policiais da região e dirigia um veículo Gol de placas PGS-5946. Recentemente, ele conquistou liberdade da cadeia pública de Juazeiro e tinha contra si um mandado de prisão preventiva.

Dentre as fotos no seu aparelho celular tinha várias de armas de fogo e drogas. Numa residência daquele bairro, os PMs encontraram 300 gramas de cocaína, uma pistola calibre 380 com três carregadores municiados e um Rádio HT sintonizado na freqüência da polícia este último em poder de um amigo seu identificado como Cícero Victor Correia, de 52 anos, o qual falou que estava apenas guardando.

Quando a polícia estava com Tarso, seu celular recebeu mensagem de WhatSapp sobre um revólver calibre 38 à venda quando a patrulha foi até Barbalha ao encontro de Esterivar Ferreira de Lima, de 40 anos, apelidado por “Nego Ester” o qual, segundo a polícia, comercializa armas, munições e veículos clonados. Da mesma forma, tinha um mandado de prisão contra o mesmo e os militares quiseram saber da arma e este apontou uma casa na Rua Raulo Coelho, 39 (Bairro Santo Antonio) em Barbalha, igualmente apreendida.

Armas e boa quantidade de cocaínas apreendidas em Juazeiro e Barbalha (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Além dos seis homicídios, Tarso responde outros sete procedimentos, sendo dois por tráfico de drogas (30/12/2010 – 08/02/2012); uma tentativa de homicídio (01/11/2010), crime de receptação (20/03/2012), dois portes ilegais de arma de fogo (14/07/2012 – 17/06/15) e mais um por posse ilegal de arma de fogo no dia 4 de janeiro de 2014.

Eis os homicídios praticados por Tarso:

DIA 13 DE AGOSTO DE 2011 – Gerson Alves Batista, de 40 anos, morto com quatro tiros de revólver na Praça do Mateu localizada na Avenida Castelo Branco (Romeirão), cuja vítima estava armada e cumpria pena em regime de semi liberdade por homicídio e porte ilegal de arma.

DIA 23 DE OUTUBRO DE 2011 – Cícero Lopes da Silva, de 32 anos, morto a tiros quando estava na sala da casa de sua amante na Rua Perpetua Carneiro da Cunha no bairro João Cabral.

DIA 17 DE JULHO DE 2013 – José Wagner da Silva Chagas, de 20 anos, que residia na Rua Beata Maria de Araújo (João Cabral), morto a tiros quando pilotava sua moto Yamaha pela Avenida Leão Sampaio em frente a AABB (Lagoa Seca). Ele estava com um revólver e respondia por crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo.

DIA 19 DE JULHO DE 2013 – Fábio Julho da Silva Júnior, de 27 anos, que residia na Rua Beata Maria de Araújo (João Cabral), morto a tiros no cruzamento das ruas Yone Rodrigues e Pio Norões daquele bairro. Seu colega, Otávio Batista de Souza Silva, de 22 anos, residente na Rua João Conrado Cruz (João Cabral), foi lesionado com um tiro e escapou. Fábio era irmão de José Wagner da Silva Chagas, morto dois dias antes.

DIA 24 DE JULHO DE 2013 – José Evandro Cândido Flor, de 25 anos, que residia na Rua Osana Pereira, 880 (João Cabral), morto com cinco tiros na Rua Farias Brito, imediações do Bar do Chicão naquele bairro.

DIA 14 DE SETEMBRO DE 2013 – Rivaldo Paulo Santos da Silva, de 40 anos, o Paulo Careca, morto com 16 tiros de pistola calibre .40 quando passava na Avenida Aílton Gomes no bairro João Cabral. Ele respondia por crimes de roubo e tráfico de drogas.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

247 total views, 1 views today

ComentáriosComentários