JPMotos
Assaltantes de bancos presos em Farias Brito são recolhidos à Penitenciária de Juazeiro
10 de junho de 2018 às 11:00
79
Visualizações

Os quatro homens acusados de assaltos a banco presos na tarde da última segunda-feira (4) no Distrito do Lamaju, na zona rural de Farias Brito, foram recolhidos à Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) em Juazeiro do Norte. A polícia liberou apenas a jovem Ayanne Jadna dos Santos e Sá, de 26 anos, natural de Salgueiro (PE), que estava junto com o bando e já tem passagens pela polícia pernambucana

Ficaram presos Wanderson Willian Freitas, de 34, natural de Diadema (SP), Edmilson Siqueira Campos, de 42, o “Edmilson Vaqueiro”, natural de Serrita (PE), Luciano Leite da Silva, de 26, natural de Salgueiro (PE) e Márcio Ferreira da Silva, de 42 anos. Segundo o Comandante do Destacamento Militar de Farias Brito, Subtenente Simplício, que comandou a operação, o grupo é especializado em assaltos a bancos e planejava assalto uma das agências na região do Cariri.

Na oportunidade, foi apreendido um revólver calibre 38 especial e a polícia diz acreditar em mais armas as quais não foram encontradas. Inclusive, o revólver tinha sido utilizado num assalto, na noite anterior na Rua João Gonçalves da Silva perto do Ginasio Poliesportivo no centro de Altaneira, quando um motorista teve roubado o seu Fiat Strada Working de cor branca e ainda saiu baleado. Ainda na noite de domingo, o carro foi abandonado no Lamajú e os acusados se embrenharam num matagal.

De acordo com o Subtenente Simplício, um deles admitiu o roubo do Fiat, mas confessou que a opção é por veículo de tração nas quatro rodas. Para o comandante, são bandidos de alta periculosidade e só abandonaram o carro roubado ao ver uma barreira com PMs de Farias Brito. No último mês de agosto a jovem Ayanne Jadna, residente em Cabrobó (PE), foi presa em Belém do São Francisco naquele estado horas após um grupo assaltar veículo da empresa de transporte de valores Preserve.

O crime aconteceu perto do município de Santa Cruz da Baixa Verde e a quadrilha estava tentando fugir dos bloqueios policiais por estradas vicinais de Belém do São Francisco. No povoado de Riacho Pequeno, os PMs se depararam com um veículo Corolla de cor prata dirigido por uma mulher que conduzia três homens e houve perseguição e troca de tiros entre acusados e policiais pernambucanos até tomarem um beco sem saída.

O trio fugiu por um matagal e Ayanne Jadna terminou presa. Na época, a polícia informou que a mesma tinha um relacionamento amoroso com Roque Alves Gondim, apelidado por “Aleijado” e era um dos fugitivos juntamente com Risomar da Conceição, de 38 anos, natural de Belém do São Francisco. No local, os PMs recolheram estojos de munição calibre 380, enquanto, no porta malas do carro estavam varias bolsas com objetos e documentos dos ocupantes do veículo.

Além disso e já na Delegacia de Polícia Civil de Floresta (PE), a polícia verificou diversas fotos de foragidos da justiça portando fuzis, espingardas e revolveres, bem como exibindo veículos roubados, sendo a maioria caminhonetes de luxo com tração nas quatro rodas. Inclusive, fotos da própria Ayanne portando armas dentro do Corolla apreendido já que o mesmo tinha sido roubado em Parnamirim (PE) a exemplo de imagens de boa quantidade em dinheiro manchada de tinta vermelha.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários