JPMotos
Assassinatos de irmãos citados como sendo em Juazeiro foram no território de Crato
23 de outubro de 2018 às 07:50
17
Visualizações

O número de homicídios em Juazeiro foi reduzido em três entre os meses de setembro e outubro. No primeiro caso o exame cadavérico feito na Perícia Forense (Pefoce) de Juazeiro no corpo do aposentado Bonifácio Sebastião da Silva, de 67 anos, apontou como morte natural. Ele morava na Rua José Augusto Gonçalves, 114 (Campo Alegre) em Juazeiro, e, no dia 16 de setembro, foi encontrado agonizando num matagal quando terminou socorrido pela própria Polícia Militar, mas morreu no hospital.

Na área surgiram informações apontando que o mesmo poderia ter sido atingido a pauladas quando seguia para casa, mas essa tese terminou descartada com a necropsia feita pelo médico legista. A informação foi dada pelo Delegado Giovani Aquino, Diretor do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa, de posse do resultado do exame. Assim, Juazeiro fechou setembro com quatro homicídios se constituindo no segundo mês menos violento do ano

Outras alterações se dão com a retirada de dois homicídios de Juazeiro para o município de Crato no caso dos irmãos Cícero Jacson Ferreira dos Santos, de 22, e José Joel Ferreira dos Santos, de 18 anos. O primeiro morreu em um bar no dia 6 de outubro no Sítio Santa Rosa onde residia e o outro saiu baleado e faleceu dois dias após no Hospital Regional do Cariri. Os crimes foram praticados por quatro homens que chegaram ao estabelecimento num carro.

A localidade fica situada na divisa entre os municípios de Crato e Juazeiro, onde esteve o Delegado Giovani Aquino. No levantamento que fez ele descobriu que a área onde o bar fica situado é no território cratense. Nesse caso os exames cadavéricos foram remetidos à 19ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato a quem caberá investigar os crimes. Desta forma, no mês outubro, Juazeiro fica com sete homicídios e Crato com um total de três.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

 

ComentáriosComentários