JPMotos
Cinco pessoas são assassinadas na sexta chacina do ano no Ceará. Matança aconteceu hoje em Palmácia (IMAGENS EXCLUSIVAS)
14 de julho de 2018 às 10:43
310
Visualizações

Palmácia foto 1

Subiu para seis o número de chacinas neste ano no Ceará. No começo da manhã desta sexta-feira (13), cinco corpos foram encontrados crivados de balas e marrados uns aos outros em um matagal na localidade denominada Sítio Cafundó, na zona rural do Município de Palmácia, na região do Maciço de Baturité (a 91Km de Fortaleza).

A Polícia Militar ainda está no local da matança. Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (DHPP) foram deslocadas de Fortyaleza para Palmácia por determinação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Os mortos não foram, ainda, identificados.

A Polícia suspeita que as vítimas tenham sido seqüestradas em Fortaleza ou outro local e levadas para o matagal, na zona rural de Palmácia onde ocorreu o fuzilamento coletivo. Peritos deverão avaliar, através do estado em que se encontram os cadáveres (rigidez cadavérica) a hora aproximada em que ocorreram os assassinatos.

Balanço

Neste ano, 44 pessoas foram mortas em seis chacinas ocorridas nos últimos seis meses. Veja o resumo das chacinas:

1 – 8 de janeiro/2018 – Na localidade Serra Pelada, zona rural do Município de Maranguape, na RMF, uma chacina dentro de uma residência deixou quatro homens mortos. A matança teve relação com a guerra entre facções criminosas. Os quatro mortos foram identificados como: Joaquim Monteiro da Silva Neto, João Lucas de Sousa Morais, Antônio Hberson Brito Jacinto e Rhuan Ferreira de Sena.

2 – 27 de janeiro/2018 – Uma matança aconteceu na casa de shows “Forró do Gago”, na comunidade Barreirão, bairro Cajazeiras, em Fortaleza, com 14 pessoas assassinadas, sendo oito mulheres e seis homens, se constituindo na maior chacina já ocorrida no Ceará nos últimos anos. Os mortos foram: Maíra Santos da Silva, Maria Tatiana da Costa Ferreira, Brenda Oliveira de Menezes, Raquel Martins Neves, Luana Ramos da Silva, Renata Nunes de Sousa, Marisa Mara Nascimento da Silva, Edneusa Pereira de Albuquerque, José Jéfferson Sousa Ferreira, Wesley Breno Santos Nascimento, Natanael Abreu da Silva, Antônio Gilson Ribeiro Xavier, Raimundo da Cunha Dias e Antônio José Dias de Oliveira.

3 – 29 de janeiro/2018 – Durante uma briga entre presos da Cadeia Pública da cidade de Itapajé (a 124Km de Fortaleza), 10 detentos foram assassinados a golpes de “cossocos”, facas, punhais e outros instrumentos. Matança ligada à guerra das facções. Os mortos foram: Alex Alan de Sousa Silva, Francisco Emanuel de Sousa Araújo, William Aguiar da Silva, Francisco Hélder Martins Miranda, Carlos Bruno Lopes da Silva, Caio Mendes Mesquita, Francisco Mateus da Costa Mendes, Francisco Davi de Sousa Mesquita, Manuel da Silva Viana e Francisco Elenilson de Sousa Braga.

4 – 9 de março/2018 – Sete pessoas foram assassinadas no bairro Benfica, em Fortaleza, por conta de uma rivalidade de facções criminosas. A matança começou na Praça da Gentilândia e se estendeu pelas ruas próximas, atingindo também a sede de uma torcida organizada de futebol (TUF). Os mortos eram: Antônio Igor Moreira e Silva, Emilson Bandeira de Melo Júnior, Carlos Victor Menezes Barros, Pedro Braga Barroso Neto, Joaquim Vieira de Lucena Neto, Adenilton da Silva Ferreira e José Gilmar Furtado de Oliveira Júnior.

5 – 28 de junho/2018 – Quatro pessoas são mortas a tiros dentro de um barraco em um assentamento nos arredores da cidade de Quixeramobim (três mulheres e um homem). Os mortos foram identificados como Antônia Damila Alves Pereira, 25 anos; Débora Mayra do Nascimento, 16; Antônia Heyla Ferreira Galdino, 20; e Adahil Rodrigues da Silva, 20 anos.

6 – 13 de julho/2018 – Chacina com cinco mortos na localidade Sítio Cafundó, em Palmácia.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários