JPMotos
Feriadão de Tiradentes com seis homicídios registrados na região do Cariri
24 de abril de 2017 às 20:08

Caiu de 15 para seis o número de mortes violentas na comparação entre o Feriadão da Semana Santa e o de Tiradentes. Neste, foram todos homicídios à bala registrados em Campos Sales, Brejo Santo, Lavras da Mangabeira, Crato e dois em Juazeiro do Norte. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, um deles aconteceu ainda na noite de quinta-feira, outro na sexta, três no sábado e mais um neste domingo.

Por volta das 23 horas de quinta-feira Lucas Ricardo Leite da Silva, de 22 anos, o “Luquinha” que morava na Rua Julio Norões no centro de Campos Sales, foi morto a tiros por dois homens encapuzados que chegaram numa moto no Bar do Passarinho na Rua Vila Rio (Bairro Poço) naquele município. Ele ainda tentou fugir, mas foi perseguido e tombou em um matagal na Rua Nossa Senhora do Carmo. Luquinha já tinha matado a facadas José Acacildo Leite Cardoso, de 19 anos, na Praça da Matriz.

Já às 17 horas de sexta-feira Cícero Francisco da Silva, de 35 anos, o “Nelson” que morava no Sítio Lagoa do Mato em Brejo Santo, foi morto a tiros a caminho de casa pela CE-397 que liga àquele município a Porteiras. Perto da Escola da Vila CERU, ele foi atocaiado por dois homens numa moto que efetuaram os disparos. Natural de São José do Belmonte (PE), Nélson residiu no Sítio Lagoa da Extrema naquele município onde, no dia 23 de agosto de 2008, matou Edivaldo Tomé de Barros.

Às 19h30min de sábado Carlos André Gonçalves de Lima, de 17 anos, que residia na Rua Conegundes Fernandes, 129 (Bairro Cruzeiro) em Lavras da Mangabeira, foi morto a tiros. Ele estava na calçada de casa quando foi surpreendido pelos disparos efetuados por dois homens que chegaram numa moto Honda Fan e sem placa. André era usuário de drogas e suspeito de envolvimento em furtos e foi alvejado uma vez na cabeça e outras duas no braço esquerdo.

Por volta das 21h30min José Daniel Moura de Oliveira, de 18 anos, o “Neguinho” que residia no bairro Frei Damião, passava na Rua Poeta José Vitorino perto da Igreja de Nossa Senhora das Candeias naquele bairro, quando foi morto a tiros por dois homens numa moto. Uma pessoa identificada apenas por “Daniel” saiu lesionada e foi socorrida ao Hospital Regional do Cariri. Nequinho respondia por crimes de assaltos, homicídios e porte ilegal de arma de fogo.

Cerca de uma hora depois, perto do cruzamento da Avenida Carlos Cruz com a Rua Pio IX (Franciscanos) em Juazeiro, o tapeceiro Marcos da Silva Santos, o “Marquinhos da Tapeçaria”, foi morto a tiros. Ele interveio no conflito entre duas mulheres quando o padrasto de uma delas sacou uma arma de fogo e atirou no rapaz que era dono de uma tapeçaria perto dali. O mesmo respondia por um crime de violência doméstica.

Já às 06h30min deste domingo foi encontrado o cadáver do industriário José Bonifácio de Matos, de 30 anos, que residia na Rua Vicente Jose de Lima, 120 no Distrito de Ponta da Serra em Crato. O corpo estava às margens da estrada que liga àquela localidade ao Sítio Palmeirinha dos Britos e apresentava perfurações à bala. Bonifácio trabalhava numa indústria cerâmica perto dali e respondia por crime de ameaça descumprindo medida protetiva requerida por Aryadna Ferreira da Silva.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

282 total views, 1 views today

ComentáriosComentários