JPMotos
Filho da mulher encontrada morta em Crato foi preso em Barro após tentar matar um no Juazeiro
22 de junho de 2017 às 15:22

Militares do destacamento de Barro prenderam Francisco Emerson Silva dos Santos, de 22 anos, apelidado por “Cabelinho do João Cabral” e morador da Rua Jaime Dorcy, 1082 no bairro João Cabral em Juazeiro do Norte. Ele é tido pela polícia como homem de alta periculosidade e já responde por crimes de furto, roubo, tráfico de drogas, lesões corporais e porte de arma de fogo. O mesmo era filho de Maria Belarmino da Cruz Silva, de 40 anos, morta a tiros na madrugada de segunda-feira em Crato.

Cerca de quatro horas após o achado do corpo de sua mãe crivado de balas, “Cabelinho” tentou matar Marcos Alves da Silva, de 19 anos, morador do mesmo bairro. O mesmo fugiu numa moto de cor preta pilotada por um comparsa após efetuar os disparos que atingiram a vítima no pé e esta foi socorrida ao Hospital Regional do Cariri. O atentado aconteceu na casa de “Marquinhos” na Rua Capitão Coimbra e a polícia ainda não sabe se tem a ver com o assassinato de Maria Belarmino.

Ontem, “Cabelinho do João Cabral” foi preso no início da tarde onde se encontrava refugiado na Rua Padre Cícero, 523 (Bairro Jardim Raimundo Inácio) em Barro. Os PMs cercaram o imóvel e, quando bateram à porta, o acusado tentou fugir pelo quintal, mas terminou preso. Na residência, os policiais apreenderam um revólver calibre 38 com seis cartuchos intactos.

Equipe de policiais militares do destacamento de Barro que prendeu “Cabelinho do João Cabral”. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Contra o mesmo existe um Mandado de Prisão Preventiva em aberto desde o último dia 24 de abril e assinado pelo Juiz de Direito Péricles Victor Galvão de Oliveira, titular da 2ª Vara Criminal de Juazeiro, para responder Ação Penal por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. “Cabelinho” foi apresentado pelo Subtenente Xavier, o Sargento Marcelino e os Soldados Luiz, Rodrigues e Junior na Delegacia de Polícia Civil de Aurora e já se encontra na Penitenciária de Juazeiro.

No dia 12 de setembro de 2013 ele foi detido por populares praticando furtos entre os romeiros que visitavam Juazeiro na festa da Padroeira Nossa Senhora das Dores. A atuação do mesmo se dava pela Rua São Pedro, na área central da cidade, e uma das vítimas foi Antonio Alberto Alexandre Ferreira. Já na tarde do dia 28 de novembro de 2015, no bairro João Cabral, tornou a ser preso com um revólver calibre 38 tendo quatro cartuchos intactos e outros dois picotados.

Em novembro de 2016 “Cabelinho do João Cabral” tentou matar Edinaldo Batista da Silva e voltou a ser preso no último dia 11 de fevereiro de 2017 para responder por crime de tráfico de drogas. A polícia averiguava denúncias do funcionamento de uma “boca de fumo” na Rua Jayme Darci (João Cabral) quando prenderam ele e Jéssica Félix encontrando no imóvel um revólver calibre 38 com seis cartuchos intactos e mais cinco sobressalentes, 63 gramas de cocaína, 24 de maconha e R$ 806,00 em dinheiro.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

479 total views, 3 views today

ComentáriosComentários