JPMotos
Fim de semana com 5 mortes no trânsito e 3 homicídios em Juazeiro, Brejo, Crato e Potengi
16 de julho de 2018 às 16:28
100
Visualizações

Se manteve em oito o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram cinco vítimas fatais em acidentes de trânsito e três homicídios, sendo quatro corpos de Juazeiro, dois de Brejo Santo e os demais de Crato e Potengi. Os três homicídios foram todos no sábado em Juazeiro, enquanto as cinco mortes no trânsito ocorreram neste domingo com duas em Brejo Santo e as demais em Juazeiro, Crato e Potengi

Por volta das 10 horas de sábado, na Avenida Carlos Cruz perto do cruzamento com a Rua do Cruzeiro (Vila Fátima), o presidiário da Penitenciária de Juazeiro Almir Oliveira de Lima, de 38 anos, que residia no Sítio São Gonçalo, foi morto a tiros na cabeça por dois homens numa moto de cor preta. Ele respondia procedimentos por assaltos, inclusive um deles com reféns, e cumpria pena no regime semiaberto quando usava uma tornozeleira eletrônica.

Meia hora depois o empresário Francisco Pereira da Silva, de 68 anos, que residia na Avenida Padre Cícero (São José) foi morto a tiros quando dirigia seu veículo Land Rover pelo Anel Vário no bairro Salgadinho. Provavelmente, os assassinos estavam numa moto e ao dispararem na direção do mesmo, Francisco perdeu o controle de direção e desceu um aterro numa área de brejo indo parar dentro do mato após derrubar uma cerca. Ele era dono da FP Construções e Empreendimentos e do Auto Shopping Car na Avenida Padre Cícero, onde hoje funciona uma faculdade.

Já às 20h30min ainda de sábado, no cruzamento das ruas Domingos Sávio e Sebastião Cavalcante (Timbaúbas), o industriário Antonio Genilton Sousa Santos, de 38 anos, o “Toin Macumbeiro” que morava na Rua Galvão Pereira naquele bairro, foi morto a tiros por dois homens numa moto Honda Bros de cor preta. Ele respondeu procedimento por ameaça contra sua companheira Josefa dos Santos Vieira, em março de 2005 na Comarca de Juazeiro, de quem se divorciou cinco anos depois.

Às duas horas da madrugada deste domingo foi registrado um acidente de trânsito com vítima fatal na estrada carroçável do Sítio Baixio dos Bastos em Brejo Santo. No local faleceu a jovem Aureniva Gabriela Rocha dos Santos, de 19 anos, que residia na Rua José Siqueira Brito no centro de Jati, após o capotamento de um carro dirigido pelo seu namorado que foi socorrido ao hospital local. Ele perdeu o controle de direção do veículo causando o acidente quando a garota terminou arremessada para fora do carro.

Por volta das 18h30min, no cruzamento das avenidas Paraíba e Aracaju (Pirajá) em Juazeiro, Francisco Milton Fernandes de Souza, de 62 anos, que era conhecido como “Milton Cancão”, foi atropelado por uma motocicleta e morreu no local. Ele morava na Avenida Antonio Sales (Bairro Novo Juazeiro) e houve uma tentativa de linchamento contra o piloto causador do acidente que terminou socorrido ao hospital.

Duas horas após, na Avenida Teodorico Teles em frente ao Bar do Valdir (Bairro Vila Alta) em Crato, José Aramis Félix Pereira, de 32 anos, que residia na Rua Santo Antonio (Bairro Gizélia Pinheiro) naquele município, morreu num acidente. Ele pilotava sua moto quando foi colhido por um Voyage de cor prata e placas de Ararpina (PE), cuja motorista, Antonia Daniela Gomes da Cruz, permaneceu no local e, depois, foi levada à Delegacia para prestar esclarecimentos sobre o acidente.

Já às 21h30min morreu num dos leitos do Hospital Santo Antonio de Barbalha, a jovem Francisca Magda da Silva, de 27 anos, que residia na Rua José Carlota, 435 (Bairro Renê Lucena) em Brejo Santo. Na madrugada do dia 24 de junho ela foi atropelada no bairro Ladeira Vermelha naquele município e terminou socorrida ao hospital barbalhense com traumatismo craniano. Entretanto, faleceu três semanas depois em virtude do agravamento do seu quadro clínico.

Cerca de duas horas depois, ainda neste domingo, faleceu no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro o aposentado Domingos Batista dos Santos, de 80 anos, que morava na Rua Antonio Guedes da Silva, 145 em Potengi. Às 7 horas de sábado ele pedalava sua bicicleta quando caiu do transporte batendo com a cabeça no solo e foi socorrido ao HRC com suspeita de traumatismo craniano, onde morreu cerca de 40 horas após o acidente.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários