JPMotos
Fim de semana com cinco homicídios no Cariri e três mortes em acidentes de trânsito
22 de maio de 2017 às 14:43

Subiu de cinco para 10 o número de mortes violentas na comparação entre os dois último finais de semana na região do Cariri. Neste, foram cinco homicídios, três vítimas fatais em conseqüência de acidentes de trânsito, uma de descarga elétrica e um caso de suicídio. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, foram três corpos de Juazeiro, dois de Crato e os demais de Farias Brito, Mauriti, Barbalha, Santana do Cariri e Jardim.

Por volta das 21h30min de sexta-feira, na Rua Geraldo Lacerda Botelho (Jardim Gonzaga) em Juazeiro, Anildo Cândido da Silva, de 31 anos, o “Nildim” seguia para sua residência na Rua Genário de Oliveira, 157 naquele bairro quando foi morto por dois homens numa moto Honda Bros de cor vermelha. A vítima era foragida da Cadeia de Bodocó (PE) e foi lesionada com cinco tiros, sendo dois nas costas, um no peito e outros dois no rosto. Em 2007 ele matou um menor no Pernambuco e foi condenado, mas fugiu do cárcere e se refugiou na casa de sua irmã em Juazeiro.

Já às 4 horas da madrugada de sábado morreu em um dos leitos do Hospital Regional do Cariri o aposentado Weslhey Sidney Pontes de Almeida, de 62 anos, que residia na Rua São Pedro, 2217 no centro de Juazeiro. Na manhã do dia 2 de fevereiro ele caiu de uma motocicleta perto de sua casa e bateu com a cabeça no solo quando foi socorrido ao HRC, onde faleceu três meses e 18 dias após em virtude do agravamento do seu quadro clínico

Cerca de seis horas depois, no Sitio Várzea a uma distância de 8 Km para o centro de Farias Brito, o aposentado Edval Souza, de 66 anos, que era apelidado por “Val” e morava naquela localidade, morreu em conseqüência de uma descarga elétrica. Ele estava dando manutenção num motor bomba em um açude daquele sítio quando foi eletrocutado. O SAMU ainda esteve no local, mas os profissionais de saúde apenas constataram o óbito.

Às 15h30min, no cruzamento das ruas Amélio Leite e João Quintino (Bairro Serrinha) em Mauriti, o ex-presidiário Francisco Jacinto do Nascimento, de 45 anos, o “Quebra Coco”, foi morto com cinco facadas no tórax. Ele morava na Rua 5 número 46 (Conjunto Novo Mauriti) e tinha várias passagens por crimes diversos em Milagres, Mauriti e Missão Velha. O autor do homicídio foi Iago Dias da Silva, de 19 anos, preso minutos depois em sua casa na Rua 2 (Conjunto Bela Vista) e, igualmente, com várias passagens pela polícia atribuindo o crime à rixas antigas.

Cinco horas após morreu no Hospital Regional do Cariri em Juazeiro o aposentado José Pinto da Silva, de 81 anos, que residia na Rua P12 número 206 (Bairro Malvinas) em Barbalha. Ele foi vítima de um atropelamento na CE-293, rodovia estadual que liga os municípios de Barbalha e Missão Velha, no dia 13 de maio e faleceu uma semana depois em virtude do agravamento do seu quadro clínico.

Por volta de uma hora da madrugada deste domingo, no Sítio Lagoinha perto do lixão em Crato, Cícero Zuza de Almeida, de 27 anos, que residia na Rua José Augusto Siebra, 86 no Distrito de Ponta da Serra, foi assassinado a tiros por dois homens. A dupla estava armada e ambos atiraram várias vezes nas costas e na cabeça da vítima que pilotava sua moto Honda de cor vermelha. Zuza foi perseguido pelos algozes noutra moto de cor escura até ser alcançado e morto no Bar do Galego.

Meia hora depois, na Rua Sargento Josias Pedrosa, 360 (Salesianos) em Juazeiro, Antonio Pereira Lima, de 43 anos, que era apelidado por “Antonio Hélio” e morava naquele endereço, foi morto a tiros. Ele chegava em sua residência quando terminou surpreendido pelos disparos no momento em que saía do seu veículo HB20 de cor preta e morreu ao lado do carro. Segundo a polícia, o mesmo respondia por crimes de ameaça, receptação, furto e violência doméstica.

Já às 4 horas morreu no Hospital São Francisco de Crato o reciclador Ricardo Lopes da Silva, de 30 anos, que residia na Rua Dom Bosco, 111 (Bairro Batateiras) naquele município. Duas horas e meia antes, ele tinha sido esfaqueado no tórax e na mão e foi socorrido desacordado por dois homens numa moto. Do mesmo entrevero e também lesionado à faca no ombro, deu entrada Antonio Alberto Taveira da Silva, de 20 anos, o qual foi medicado e liberado. A polícia esteve em sua residência, mas não o localizou.

Às 14 horas morreu no Hospital Santo Antonio de Barbalha a aposentada Maria Joana da Conceição, de 77 anos, que residia no Sítio Areias em Jardim. No início da tarde do último dia 9 de maio ela foi atropelada por um veículo perto de sua casa e socorrida ao hospital onde faleceu 12 dias após. Uma hora depois foi encontrado o cadáver de um homem que praticou o suicídio com um tiro de espingarda em Santana do Cariri. O mesmo está sem identificação no IML de Juazeiro.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

667 total views, 2 views today

ComentáriosComentários