JPMotos
Guerra de facções deixa mais quatro mortos na Grande Fortaleza nas últimas 24 horas
1 de dezembro de 2018 às 04:01
69
Visualizações

Serrinha 1 Serrinha 2

Felipe Barbosa, 23 anos; e Wanderson Félix Medeiros dos Santos, 19, foram mortos na Serrinha

A guerra entre duas facções criminosas em Fortaleza e sua Região Metropolitana, deixou, ao menos, mais quatro mortos nas últimas 24 horas. Um dos casos foi caracterizado como dupla execução sumária, onde dois jovens envolvidos em crimes foram seqüestrados e mortos, a tiros. O crime ocorreu na tarde desta quinta-feira (29), no bairro Serrinha. Outros casos aconteceram em Caucaia e Maracanaú.

Era por volta de 16h20 quando a Polícia Militar foi acionada para ir até um campo de futebol próximo a uma lagoa na comunidade Garibaldi, no bairro Serrinha, na Zona Sul de Fortaleza. Moradores apavorados relataram através do telefone 190 (Ciops) que estava ocorrendo um tiroteio e mais de 50 estampidos foram ouvidos naquele momento.

Quando as primeiras patrulhas chegaram no local, os moradores já haviam encontrados dois corpos crivados de bala próximo ao campo de futebol. A PM acionou a Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No local, os mortos foram identificados como Felipe Barbosa, 23 anos; e Wanderson Félix Medeiros dos Santos, 19. Ambos possuíam uma extensa ficha de crimes e seriam integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Outros casos

No bairro Alto Alegre, no Município de Maracanaú (RMF), o corpo de um adolescente foi encontrado amarrado e com marcas de tiros. O caso de achado de cadáver foi registrado por volta de 14h20. A vítima foi executada com disparos de arma de fogo na cabeça e no peito. No local, ninguém fez o reconhecimento da vítima. O garoto estava com as mãos amarradas para trás com um fio.

Na madrugada, uma mulher foi assassinada, a tiros, no Município de Caucaia. A Polícia suspeita que a vítima foi morta na guerra entre as facções GDE e CV que já deixou vários mortos neste mês, especialmente nos bairros Conjunto Araturi e Picuí (Metropolitano) e no Distrito de Jurema.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários