JPMotos
Jovem foi morto a facadas no peito em Jardim e ainda teve o pênis decepado
11 de setembro de 2017 às 07:56

Um homicídio foi registrado neste domingo em Jardim, na região do Cariri, se constituindo no primeiro deste mês de setembro e o sexto de 2017 no município onde oito pessoas tombaram mortas no decorrer do ano passado. Por volta das 9 horas deste domingo o cadáver do jovem Selivan Pereira Cardoso, de 27 anos, que residia no bairro Santa Terezinha foi encontrado em um matagal não muito distante de sua casa. Ele apresentava oito perfurações à faca no peito e ainda teve o pênis decepado.

Ele saiu de casa na sexta-feira e foi visto pela última vez naquele dia acompanhado do ex-presidiário conhecido por “Talis” o qual esteve na casa de Selivan no sábado e perguntou se a companheira da vítima estava procurando-o. Depois, disse que tinha assassinado o mesmo num matagal por perto. Ela comunicou o fato à polícia e buscas foram feitas em vão. Na manhã deste domingo, populares encontraram o cadáver já que o acusado do crime tinha arrastado cerca de 300 metros distante de uma estrada de terra.

Uma patrulha do Destacamento de Jardim com os Sargentos Marisvaldo, Eduardo e Januário, o Cabo Barros e o Soldado Peixoto saíram à procura de “Talis” e o encontrou em casa. Ele não esboçou qualquer reação e nem tentou fugir afirmando ter matado Selivan na noite de sexta porque o mesmo se negou a pagar uma dívida. Ambos respondem procedimentos por tráfico de drogas e “Talis” ainda confessou ter voltado ao local do crime e aplicado novos golpes de faca mesmo Selivan já estando morto.

O último homicídio deste ano em Jardim tinha ocorrido na madrugada do dia 12 de Junho vitimando o agricultor Moacir Lourenço de Souza, de 54 anos. Ele foi assassinado a pauladas perto da Escola Jesus Coutinho do Sítio Serra Gravatá onde morava. A polícia foi avisada e diligenciou prendendo em flagrante o acusado e seu colega de bebedeira, João Batista dos Santos, de 28 anos, residente na mesma localidade.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

347 total views, 2 views today

ComentáriosComentários