JPMotos
Jovem tido pela polícia como de alta periculosidade foi morto a tiros em Crato
25 de agosto de 2017 às 11:41

O ex-presidiário João Mário Gomes Brasil, de 28 anos, que residia no Sítio Umari em Crato, foi morto a tiros por volta das 20h30min desta quinta-feira no Distrito de Ponta da Serra naquele município. “Paulão”, como era conhecido, tinha várias passagens pela polícia e tido como de alta periculosidade quando diversos procedimentos judiciais por crimes de trânsito, assalto, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e homicídio.

A polícia foi avisada e uma patrulha esteve no local, porém não conseguiu obter informações sobre a autoria delitiva já que os moradores próximos disseram apenas ter ouvido os estampidos de arma de fogo. Ele já tinha sido vítima de um atentado à bala no dia 10 de junho de 2007, cujo inquérito policial indiciou como acusados o mototaxista Francisco Junho Terto de Oliveira e o servente de pedreiro Julio Cesar Amorim Tomaz, residentes no bairro Seminário.

Paulão respondia Ação Penal de Competência do Juri pelo assassinato de Maurício Diniz Soares, o “Mauricinho”, no dia 21 de maio de 2012 em frente à residência da vítima na Avenida João Alves Rocha, 775 (Seminário). O crime foi praticado com tiros de pistola calibre 380 por ele e Francisco Ramon Batista, que já morreu. Na época, familiares disseram ao Sargento Simplício que “Mauricinho” tinha trabalhado para Ramon na entrega de drogas e houve um desentendimento entre os dois.

Este foi o segundo homicídio do mês de agosto em Crato e o 36º do ano no município. O outro tinha ocorrido na madrugada de domingo, dia 20, contra o menor Marcos Antonio Batista de Lima, de 16 anos, que residia no Conjunto Vitória Nossa no Seminário. Ele foi morto com um tiro de escopeta calibre 12 na cabeça naquele bairro pelo ex-presidiário Franciano Ribeiro Alves, de 22 anos, o “Isaac”, que terminou preso por policiais militares cerca de dez horas após o crime.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

125 total views, 2 views today

ComentáriosComentários