JPMotos
Jovens são detidos por matar garota na favela. Crime foi tramado ´por uma facção nas redes sociais
6 de outubro de 2017 às 15:05

Os três envolvidos confessaram o assassinato e deram detalhes da trama através de um aplicativo

Papicu 3

A adolescente foi atraída para o local do crime e acabou morta a tiros e também esfaqueada

Um jovem de 18 anos e dois adolescentes foram detidos, nesta quinta-feira (5), pela Polícia Militar sob suspeita de envolvimento na morte de uma garota de 13 anos. O crime ocorreu na noite de quarta-feira (4) na favela Pau Fininho, no bairro Papicu, zona Leste de Fortaleza. Através de um celular apreendido com o trio, a Polícia descobriu que o crime foi tramado através de um aplicativo.

A morte da garota, identificada até o momento apenas por Maria Edwirgens, ocorreu por volta de 21 horas, na Rua Joaquim Lima. A adolescente foi arrastada para o meio da rua e morta a golpes de faca e tiros. O motivo aparente seria por ela simpatizar uma facção criminosa rival dos suspeitos. Ao descobrirem que ela estaria dando informações aos bandidos do outro grupo, os assassinos receberam através do WathsApp uma mensagem para praticar a execução sumária. E foi o que eles prontamente fizeram.

Aplicativo

Policiais do 22º BPM (Papicu), sob o comando do major Hideraldo Bellini, foram aos endereços dos suspeitos e apreenderam com eles duas armas de fogo (uma pistola e um revólver), dinheiro, drogas e os telefones celulares que foram rapidamente rastrados. Num deles havia o diálogo dos criminosos com os mandantes do assassinato.

O jovem de 18 anos foi identificado como Igor Lima Lopes. Ele revelou para a Polícia onde estavam seus comparsas, os dois adolescentes, que também foram detidos. Igor foi encaminhado à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), enquanto os garotos foram levados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Revolta e crueldade

Mas a Polícia diz que há outras pessoas envolvidas na morte da adolescente e que já as identificou, e que realiza diligências no bairro para encontrá-los e prendê-los. O corpo da menor Edwirgens foi encaminhado para a Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), onde foi necropsiado nesta quinta-feira (5) e liberado para sepultamento.

O clima na Favela Pau Fininho é de tristeza e revolta diante do crime tão cruel. Em entrevista à Imprensa, o  major PM Bellini informou que os assassinos mataram a garota a tiros e, insatisfeitos, passaram a esfaquear o cadáver.

Com Informação Fernando Ribeiro

133 total views, 1 views today

ComentáriosComentários