JPMotos
Juiz se pronuncia sobre decisão da Corregedoria do Tribunal em abrir sindicância em Varas Cíveis
5 de setembro de 2017 às 08:08

O juiz de Direito Cid Peixoto do Amaral Neto se pronunciou acerca de sindicâncias instauradas pela Corregedoria Geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, determinadas e publicadas no Diário da Justiça  para apurar, conforme a publicação, “possíveis irregularidades” em quatro Varas Cíveis que funcionam em Fortaleza, no Fórum Clóvis Beviláqua. O magistrado  é o titular de uma das unidades.

A apuração foi determinada pelo desembargador Francisco Darival Beserra Primo, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará e publicada no Diário da Justiça, na edição do último dia 30 de agosto. O magistrado cita que tomou a atitude baseado em recentes inspeções realizadas nas respectivas Varas.

Em nota, o juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, titular da 3ª Vara Cível, assim se pronunciou:

“Somos homens públicos e como tais, temos que ter transparência absoluta. As atitudes correcionais são previstas em lei e, quando findas, e demonstrada a sempre lisura, engrandecem o magistrado e sua própria Corte, porém só surtirá efeito se cada um que tomou conhecimento desse primeiro momento possa, de forma igual, ver o resultado. Caso contrário, infelizmente, um dano irreparável estará consumado”. Cid Peixoto do Amaral Neto.

Com Informação Fernando Ribeiro

112 total views, 2 views today

ComentáriosComentários