JPMotos
Numa apreensão de drogas e arma em Juazeiro acusado de crimes saiu baleado
11 de abril de 2019 às 09:45
16
Visualizações

Um jovem acusado de crimes saiu baleado no início da noite desta quarta-feira durante intervenção policial em Juazeiro do Norte. Por volta das 18h30min as equipes RAIO 07, 09 e Fiscal estiveram na Rua José António de Araújo (Tiradentes), após receberem denúncias sobre trafico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Segundo os PMs, ao abrir a porta, o ex-presidiário José Wilian Pereira de Sousa, de 23 anos, estava com um revolver calibre 38 em punho e, diante do perigo, um dos policiais atirou.

Mesmo atingido no braço ele fechou a porta e correu para os fundos da casa quando pulou na direção do imóvel vizinho com a ajuda de uma escada que ali estava de prontidão. Os “Raianos” o perseguiram e o prenderam após cerco montado estando Wilian com o revólver tendo cinco munições intactas e numeração raspada. Na casa dele foram apreendidos 90 papelotes de maconha, dinheiro, duas balanças de precisão e três celulares. Willian foi levado pelo SAMU ao Hospital Regional do Cariri.

Ele já responde procedimento por tráfico de drogas e tinha sido preso na noite do dia 13 de setembro de 2016 em sua casa na época na Travessa Nem Brás no bairro Tiradentes. É que imagens passadas para a polícia e divulgadas pela Imprensa ajudaram na identificação e prisão após o roubo de cinco celulares de funcionários do Mercantil da Hora no bairro Pirajá em Juazeiro.

No momento da prisão, os PMs encontraram 19 trouxinhas de maconha, um tablete de maconha, oito celulares e R$ 894,00 em dinheiro na casa de Wilian. Além disso, a blusa, um capacete e a moto Honda Bros 150 nas cores preta e vermelha de placa HYT-1046 usados em assaltos. Na Delegacia, ele foi reconhecido por vítimas que receberam de volta os seus aparelhos e terminou autuado para responder por tráfico de drogas e assaltos.

Por volta das 7 horas da manhã daquele dia, cinco funcionários do Mercantil da Hora no bairro Pirajá aguardavam na calçada a abertura do estabelecimento comercial quando William e um comparsa chegaram armados na mencionada moto e roubaram cinco celulares. Uma cliente que viu as imagens dos acusados não teve dúvidas em afirmar que, também, tinha sido assaltada pela dupla na porta de sua casa no bairro Tiradentes quando tomaram dois celulares na noite anterior.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários