JPMotos
Pedro Herculano é condenado pelo júri popular a 19 anos de cadeia em regime fechado
27 de setembro de 2018 às 06:00
62
Visualizações

O Réu Pedro Herculano Leite de 42 anos, acusado de provocar um grave acidente de trânsito no dia 03 de janeiro de 2008 e que causou a morte da adolescente Jandira Lacerda Lordão que tinha 14 anos na época e lesionar mais quatro jovens, foi condenado pelo júri popular de Cajazeiras a 19 anos de cadeia em regime inicialmente fechado.

Na época do crime, o resultado do exame de sangue apontou que ele estava embriagado e com a capacidade psicomotora alterada.

O acidente foi registrado por volta das 18:30hdo dia, 03, de Janeiro de 2008 na Rua Júlio Marques do Nascimento, saída de Cajazeiras para Sousa, em frente ao Restaurante Terraço. O vendedor Pedro Pedro Herculano Leite, de 42 anos, conduzia uma D20, placa BUH 9766-São Bernardo do Campo – SP, que vinha no sentido Cajazeiras – Sousa, e atropelou quatro jovens.

No dia do crime o motorista da D20 desenvolvia alta velocidade quando perdeu o controle do carro e invadiu a contra mão, consequentemente atingindo os jovens que estavam na calçada.

O choque provocou a morte instantânea da adolescente Jandira Lacerda Jordão (foto), de 14 anos. Ainda saíram feridos os jovens Pedro Thiago Abreu Cardoso, 18 anos, filho do radialista Gutemberg Cardoso; Fernanda Dantas Rolim, 18 anos, que teve sua perna amputada devido à gravidade do impacto; Muriel Dantas Olegário Rolim e a adolescente Jéssica Alves, que teve várias escoriações pelo corpo.

Após o acidente, o condutor do veículo tentou evadir-se do local sem prestar socorro às vítimas, mas o popular Renner de Sousa, que presenciou o fato, frustrou a fuga do atropelador.

Trabalhou na acusação o promotor de justiça Dr. Lean Matheus de Xerez, que convenceu juntamente com os advogados de acusação, o júri a aceitar as denunciais e consequentemente a condenação do réu.

O acusado após ouvir a sentença Pedro Heculano foi recambiado ao Presídio Padrão de Cajazeiras onde permanecerá a disposição da justiça.

O julgamento que durou quase14 horas foi presidido pelo Juiz de direito Hermeson Alves Nogueira.

Com Informação Angelo Lima

ComentáriosComentários