JPMotos
Polícia de Campos Sales recaptura latrocida fugitivo da cadeia e um comparsa seu
27 de junho de 2018 às 08:26
37
Visualizações

Um jovem que matou um agricultor para roubar sua moto e enterrou o corpo numa cova rasa na zona rural de Campos Sales, foi recapturado por volta das 08 horas desta terça-feira. Dionio Joaquim de Sousa, de 22 anos, tinha fugido da cadeia pública daquele município na madrugada do último dia 18 de junho quando cavou um buraco na parede que segura as grades da frente do xadrez e fugiu pulando o muro, após romper uma grade de ferro de proteção que fica no teto da área do banho de sol.

Hoje pela manhã a polícia de Campos Sales foi avisada que Dionio estava na residência de uma pessoa conhecida por “Maria Bundão” e patrulhas com os Sargentos Erisvalto, Vieira e Nobre e os Soldados Fernandes, Rocha, Luz e Anselmo foram lá. Quando bateram na porta, dois homens que estavam no interior do imóvel tentaram fugir pelos fundos da casa, mas os policiais tinham cercado a mesma e conseguiram prendê-los.

Além de Dionio, ali se encontrava o ex-presidiário Adriano Soares de Lima, de 20 anos, residente na Rua Padre Cícero (Bairro Alto Alegre) em Campos Sales. Ele também foi preso por conta de um Mandado de Prisão Preventiva em aberto expedido no último dia 30 de maio pela Juíza de Direito, Samara Costa Maia, da Comarca de Campos Sales. O mesmo responde procedimentos por crimes de tráfico de drogas e assaltos e ambos levados à presença do Delegado de Campos Sales, Bruno Fonseca.

LATROCÍNIO – No último dia 10 de novembro Dionio matou a golpes de faca o agricultor Roberto Alexandre da Silva, de 26 anos, que residia na Agrovila Santa Maria em Campos Sales para roubar sua moto. O crime foi praticado com a ajuda de Jaqueline da Silva de Barros, então com 22 anos e companheira do acusado. Os dois enterraram a vítima perto da residência do casal no Sítio Queimadas e, no local, a polícia notou vestígios que o corpo tinha sido arrastado desde a residência do casal até a cova.

Dionio e sua mulher negaram envolvimento, mas uma pessoa que mora perto disse ter ouvido o barulho de uma moto e gritos de socorro. Posteriormente, o casal foi à residência do vizinho, o deficiente visual “Zé Arnon” para ver a novela na TV notando que estavam nervosos. Ainda segundo “Zé Arnon”, na manhã daquele dia, Jaqueline teria ido à sua casa pedir uma pá emprestada e devolvendo-a pouco depois junto com uma faca que nem era do deficiente e estava suja de sangue.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários