JPMotos
Policiais Civis de Iguatu e da Paraíba prendem estelionatários que desviavam carros de locadora
23 de julho de 2019 às 11:15
142
Visualizações

Uma investigação iniciada pelo delegado regional de polícia civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, depois de apreensão de uma caminhonete S10 pela polícia militar e um Cruze, apreendido pela polícia civil, com queixas de furto e roubo, resultou na manhã desta segunda-feira (22), em Campina Grande, na Paraíba, na prisão de dois estelionatários.

Os policiais civis Diogo Emanuel e Chico Hélio, com o apoio de policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Campina Grande, prenderam o paraibano José Romero Barbosa da Silva, de 49 anos, e o cearense de Juazeiro do Norte, Dalmir Cavalcante Leite, de 47 anos.

O primeiro a ser preso foi Dalmir.  No momento da prisão, ele estava com uma CNH falsa e declinou os nomes dos comparsas. José Romero também estava com uma CNH falsificada. Na casa de Dalmir Cavalcante, os policiais civis apreenderam uma máquina falsificadora de cartão, máquinas para impressão de documentos falsos e uma máquina de falsificação de selos.

O delegado Marcos Sandro, disse que mais de 10 veículos foram desviados da locadora, fraudados e comercializados na Paraíba, Iguatu e outras cidades do interior cearense. A localiza ainda não deu conta de quantos carros desapareceram, mas segundo a delegacia de roubos e furtos, a estimativa é em torno de 20 veículos, que eram locados pelos estelionatários usando documentos falsos.

Os suspeitos fraudavam o termo de transferência e comercializavam os veículos legalizados. Depois de alguns meses, a locadora, ao notar o golpe, fazia um Boletim de Ocorrência na delegacia. O delegado Marcos Sandro, ressaltou que os estelionatários depois da locação dos automóveis, também utilizavam os documentos falsificados, como comprovante de residência, identidades falsas e apresentavam ao Detran.

Várias pessoas já foram ouvidas na delegacia de Iguatu e serão indiciadas. Outros veículos desviados da locadora de Campina Grande estão circulando em Iguatu e região. O delegado Marcos Sandro acredita que o prejuízo causado pela dupla chegue a casa de 800 mil reais.

As informações são do correspondente Richard Lopes

Por Agência Miséria
Miséria.com.br

ComentáriosComentários