JPMotos
Preso armeiro que fabricava pistolas, escopetas e submetralhadoras para a facção GDE no Jangurussu
21 de fevereiro de 2018 às 16:20
116
Visualizações

Armeiro 1

Armas fabricadas pelo jovem eram fornecidas para a matança entre as facções GDE e CV 

Armeiro 2

José Flávio e a companheira foram capturados durante uma operação no Conjunto Palmeiras

A Polícia Civil do Ceará prendeu, nesta terça-feira (20), um homem que atuava como armeiro de uma facção criminosa. Através da internet, ele aprendeu a fabricar armas de grosso calibre, como espingardas de calibre 12, pistolas 9 milímetros e até submetralhadoras. Além das armas e do material usado na sua oficina, o jovem tinha em casa drogas. Uma mulher também foi detida e o casal agora vai responder por vários crimes.

A operação foi realizada por inspetores do 30º DP (São Cristóvão), com base em denúncias anônimas de moradores da comunidade Babilônia, uma das áreas infestadas pela guerra entre as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE). Com base na informação, a equipe chefiada pelo delegado Maurício Júnior deu início as diligências, até que, na tarde de ontem, a oficina de fabricação das armas foi localizada numa residência do Conjunto Palmeiras, no Jangurussu, zona sul de Fortaleza.

José Flávio Ferreira Sobra estava no local quando os policiais apareceram. Naquele momento ele estava fabricando armas que, segundo a Polícia, iriam ser repassada aos bandidos da facção GDE. Dentro da casa a Polícia encontrou também rádio comunicadores e até um pé de maconha. Todo o material foi encaminhado junto com o acusado para a delegacia distrital.

A Polícia agora vai aprofundar a investigação para saber qual a quantidade de armas que o acusado fabricou e repassou aos membros da GDE, quem recebeu e os crimes praticados com o armamento.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários