JPMotos
Preso numa casa de farinha em Araripe acusado de matar Cabo PM para roubar a arma
4 de junho de 2018 às 17:17
30
Visualizações

Policiais militares do Destacamento de Araripe prenderam um jovem acusado de crime de latrocínio no interior de São Paulo que teve como vítima um policial militar. Hércules Renan da Silva Santos, de 20 anos, residente na Rua Prata, 84 (Bairro Montanhão) em São Bernardo do Campo (SP), estava refugiado numa casa de farinha no Sítio Buracão na zona rural de Araripe.

A descoberta se deu a partir da denúncia recebida pela PM que um rapaz tinha ameaçado sua mãe, Luzinete Pereira da Silva, durante uma bebedeira. Uma patrulha com os Sargentos Roberto e Bento e os Soldados Matos, Wedson e Rafael saiu em diligencias à procura do acusado e a genitora dele já havia confessado que o mesmo tinha fugido de São Paulo após matar o Cabo da PM, Rodrigo Vieira dos Santos, de 40 anos.

O crime aconteceu no último dia 8 de maio em Santo André (SP) quando Hércules fugiu para a região do Cariri e estava morando em Araripe. Ao ser preso, ele negou a autoria do latrocínio, mas, após a confirmação da sua própria mãe, resolveu confessar. O fato foi comunicado à polícia e à justiça de Santo André que encaminhou o devido Mandado de Prisão Temporária de 30 dias contra Hércules.

O acusado é paulista de Santo André, foi trazido à Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato e está recolhido à cadeia pública daquela cidade de onde será recambiado para São Paulo. Segundo noticiou a imprensa paulista, o latrocínio aconteceu no viaduto Engenheiro Luís Meira, na Vila Príncipe de Gales, em Santo André. O Cabo Rodrigo pilotava sua moto quando dois homens noutra moto se aproximaram dele.

Ao ser abordado, o policial teria reagido e, na sequência, ocorreu uma troca de tiros quando o policial terminou atingido por três tiros e morreu no pronto socorro municipal de Santo André. Hércules e seu comparsa que identificou apenas por “Carlos Henrique” abandonaram a moto do PM, mas levaram sua arma. Na Delegacia de Crato, Hércules disse que não sabia que se tratava de um policial. Veja a sua confissão.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários