JPMotos
Preso suspeito de homicídio em Crato que, para a polícia, tencionava matar outro nesta segunda
31 de outubro de 2017 às 12:46

A polícia de Crato prendeu dois jovens no final da tarde desta segunda-feira com uma arma de fogo e bastante munição e um deles é acusado de envolvimento em recente homicídio naquele município. Os PMs suspeitam que a dupla estava à procura de mais um desafeto para mata-lo. Por volta das 17h30min a patrulha passava na Rua Diógenes Frazão (Bairro Seminário) onde avistou os rapazes em atitudes suspeitas. Na abordagem, encontraram José Daniel do Nascimento, de 25 anos, residente na Rua Caririaçu naquele bairro com um revolver calibre 38 tendo seis cartuchos intactos.

Já o seu comparsa Wanderson da Silva Aguiar, de 20 anos, apelidado por “Andim” que mora na Rua Fernando Arraes Feitosa no mesmo Seminário, estava com mais cinco cartuchos sobressalentes no bolso. Este último é suspeito de ter se juntado com Marlon Aurélio Sousa, de 19 anos, para matarem Marcelo Serafim Pessoa, de 37 anos, que residia na Rua 19 de Março e foi morto a tiros na cabeça na noite do dia 21 de outubro perto da Praça dos Quatro Bancos no Seminário.

Marlon foi preso na tarde da última sexta-feira com arma e drogas e era irmão de Marcos Aurélio de Souza, de 25 anos, o “Deda da Baixada”, que morava na Rua 18 de Novembro e, também, foi morto na noite do dia 21. Segundo a polícia, o mesmo liderava uma facção criminosa no bairro Seminário e Marcelo trabalhava como uma espécie de segurança para Marcos e pode ter “relaxado” no dia em que o mesmo foi assassinado. Segundo o Major L. Rodrigues, Comandante da Companhia Militar de Crato, Daniel, integra o bando de “Deda”, cujo controle teria sido assumido por Marlon.

Ontem quando das prisões de “Andim” e Daniel, os PMs quiseram saber o motivo de andarem armados e estes responderam que era para se defender de alguma agressão por parte de seus inimigos. Os dois foram autuados em flagrante na 19ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato. “Andim” nega envolvimento no assassinato de Marcelo a exemplo do que ocorreu com Marlon no momento em que foi preso na sexta-feira.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

184 total views, 3 views today

ComentáriosComentários