JPMotos
Suspeito de latrocínio em Caririaçu foi preso sob acusação de furtos em veículos na festa de Milagres
16 de agosto de 2017 às 06:35

O eletricista e técnico em eletrônica Francisco Antonio Alves Bezerra, de 37 anos, residente na Rua Tributino Inácio em Brejo Santo e que morou durante muito tempo na Rua Todos os Santos em Juazeiro, foi preso na noite desta segunda-feira em Milagres. Ele estava trabalhando junto com flanelinhas nas imediações do local onde acontecem os festejos por mais um aniversário de emancipação política de Milagres. Os PMs desconfiaram de Alves – como é conhecido – e o levaram para a delegacia local.

É que uma patrulha do Destacamento de Milagres encontrou com o mesmo várias chaves de veículos de diferentes marcas e mais duas velas de ignição que, normalmente, são usadas para destruir para brisas de carros. Ele negou que estivesse praticando furtos em veículos e não surgiram vítimas quando terminou posto em liberdade sem explicar direito sobre as chaves e as velas. Alves responde por crime de falso testemunho, é suspeito de um latrocínio em Caririaçu e já foi vítima de lesão corporal.

Chaves e velas de ignição encontrados em poder de Alves ao ser preso em Milagres (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Essa tentativa de homicídio na noite do dia 24 de julho de 2014 na Central Lanches, que funciona na Rua Todos os Santos, perto da CAGECE em Juazeiro, lhe custou parte da perna amputada no Hospital Regional do Cariri. Ele estava sentado bem na porta do estabelecimento quando chegaram dois homens numa moto Honda de cor escura e armados com uma pistola. Alves correu para o quintal e foi perseguido, sendo alvejado com um tiro na perna esquerda que esfacelou os ossos.

Já na noite do dia 8 de julho de 2016, na CE–293 no bairro Novo Milênio em Missão Velha, houve uma colisão entre carro e moto. O piloto da Yamaha YBR 150 de cor vermelha e placa PMY-2142, inscrição de Brejo Santo, era Alves que viajava no sentido Missão Velha/Barbalha. Ele bateu num Fiat Pálio de cor vermelha e placas PMM-0510, inscrição de Juazeiro, dirigido por José da Cruz Lopes Marques, de 38 anos, residente em Juazeiro, que permaneceu no local do acidente.

SUSPEITA – Até hoje permanece em mistério um suposto caso de latrocínio contra o aposentado Abdias Porfírio de Souza, que tem Alves como principal suspeito. A vítima morava sozinha em Caririaçu e foi vista pela última vez saindo de casa em seu Ford Ecosport de cor preta e placas MYS-1237, inscrição de Juazeiro, no dia 13 de novembro de 2012, acompanhado de Alves que era o seu cunhado e residia na Rua Todos os Santos no centro de Juazeiro.

Ele era casado com uma irmã do aposentado e foi a primeira pessoa cobrada sobre o desaparecimento de Seu Abdias. Francisco disse desconhecer alegando que o havia deixado só e até tentou ajudar a família na descoberta do mesmo. O fato começou a ganhar contornos cerca de 200 dias após quando a psicopedagoga Luciana Vilar, que é sobrinha do desaparecido, viu o Ecosport trafegando pelo centro de Juazeiro e reconheceu a placa.

Imediatamente, manteve contatos com o Demutran que ajudou na localização do carro porém deixando em poder do “proprietário” para não atrapalhar as investigações da polícia. Como não havia queixa de furto ou roubo, apenas o conscientizou sobre o que estava ocorrendo. O trabalho seguinte foi ir identificando os compradores em uma espécie de marcha a ré passando por Crato, Exu (PE) e Jardim até chegar em Barbalha, onde a polícia localizou um homem que seria o primeiro comprador.

Como o negócio não deu certo, surgiu um comprador em Jardim e a polícia chegou ao vendedor que era exatamente Alves, cunhado do desaparecido. Ele terminou preso, mas sustentou a negativa o tempo todo apesar dos detalhes passados aos policiais pelo adquirente. Disse mais que Alves vinha prometendo constantemente entregar a transferência o que jamais aconteceu. O veículo foi devolvido à família que queria era saber o paradeiro de Seu Abdias nunca descoberto e Alves ganhou liberdade.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

247 total views, 1 views today

ComentáriosComentários