JPMotos
Suspeitos de matar universitária passarão hoje por reconhecimento e exames de perícia
14 de Abril de 2018 às 09:46
15
Visualizações

Estudante bandido 2 Estudante bandido 4 Estuidante bandido 3

Os três suspeitos do crime foram detidos na Cidade dos Funcionários e levados para a DHPP

Cecília 4

A estudante foi baleada dentro do veículo ao ser atacada pelos criminosos na manhã de ontem

Cecília 1000

Cecília Rachel Gonçalves Moura,23, estudante de Direito, se tornou mais uma vítima da violência

A Polícia Civil, através da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), permanece em diligências para esclarecer o assassinato da estudante universitária em Direito e estagiária do Ministério Publico Estadual (MPE), Cecília Rachel Gonçalves Moura, 23 anos. Três suspeitos foram presos na tarde de ontem, numa operação desencadeada por policiais da própria DHPP e do 13º DP (Cidade dos Funcionários).

Na manhã desta sexta-feira (13), os bandidos deverão passar por uma sessão de reconhecimento e submetidos a exames na sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Os criminosos foram presos na Cidade dos Funcionários e com eles a Polícia apreendeu um veículo Prisma, cor cinza, de placas PXV-7642 (CE), que foi filmado no momento do ataque dos criminosos à vítima.

A estudante dirigia seu veículo, um Corolla prata, quando foi abordada pelos criminosos na Rua Vereador Pedro Paulo, a um quarteirão da Avenida Washington Soares, no bairro Parque Manibura. Ao tentar fugir do ataque, ela foi atingida com um tiro na cabeça. Desgovernado, o carro da estudante avançou sobre a calçada de uma residência e derrubou parte de um muro. Os criminosos fugiram sem nada levar.

Além da hipótese de uma tentativa de assalto, a Polícia não descarta outra linha de investigação: a de que a jovem foi escolhida como “alvo” de criminosos por ter um policial militar na família. Essa hipótese foi levantada logo após as primeiras investigações no local do crime.

Em estado grave, Cecília Rachel foi socorrida por populares e encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), onde acabou morrendo horas depois.

Prisões

Na tarde de ontem, os policiais do 13º DP e da DHPP abordaram os suspeitos que estavam no mesmo Prisma cinza visto nas filmagens da cena do crime ocorrido horas antes. Os três foram encaminhados para a sede da DHPP e autuados em flagrante. O trio foi capturado na Rua Capitão Gutembergue, na Cidade dos Funcionários.

Com Informação Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários