JPMotos
Três dos assaltantes aos bancos em Missão Velha já saíram do mato e estão em Salgueiro
8 de fevereiro de 2017 às 11:01

20170208092058_8743_capa

Dos quatro homens que abandonaram o veículo Trailblazer e adentraram o mato após os assaltos ao Bradesco e Banco do Brasil em Missão Velha, apenas um foi preso e três já retornaram ao Pernambuco. Na tarde de sábado a polícia prendeu, entre Jardim e Missão Velha, Nadeilson Wisardi dos Santos, de 35 anos, residente em Salgueiro (PE). Outros três conseguiram escapar na madrugada de ontem após obrigarem um morador do Sítio São Felipe, na zona rural de Brejo Santo, deixá-los em seu carro no município de Salgueiro.

Dois deles foram reconhecidos pelo refém, no caso Alessandro Pessoa dos Santos Mendonça Cornélio, de 23, apelidado por “Lunga”, e José Salviano Arcoverde Neto, de 33 anos, conhecido como “Neto”. Essa dupla e mais outro comparsa abordaram Sérgio Tavares Medeiros, de 34 anos, em sua casa e determinaram que o mesmo fosse deixá-los em Salgueiro distante cerca de 90 Km no seu veículo Fiat Uno Mille Young de cor cinza. O trio estava armado com pistolas e ficou perto do posto de combustíveis Imperador às margens da BR-116 abandonando o refém.

No retorno ao Cariri, o motorista parou numa barreira policial em Penaforte quando contou sobre o ocorrido. Na oportunidade os PMs exibiram fotos dos supostos acusados do assalto em Missão Velha e ele reconheceu “Lunga” e “Neto”. Segundo a polícia, o primeiro mora em Floresta (PE) e o outro em Arcoverde (PE). Desde a madrugada de sexta-feira que os moradores na área da Serra do Araripe entre Missão Velha, Porteiras, Brejo Santo e Jardim estavam assustados sabendo que perigosos assaltantes estavam refugiados na mata.

Inclusive, alguns foram obrigados a guardar armas em suas casas e outros a alimentarem os acusados. Na manhã de segunda-feira, no Sítio Serra da Gameleira dos Machados entre Porteiras e Missão Velha, a polícia encontrou no chão um carregador de fuzil 55.6, outros dois carregadores de fuzil 76.2 e 14 munição de fuzil 76.2 intactas. Além disso, duas calças e dois blusões camuflados, mais um blusão preto e duas garrafas pets supostamente usadas para condução de água.

As últimas prisões de “Lunga” ocorreram nos dias 22 de março de 2014 e 5 de junho de 2015, sendo que, na primeira, a polícia de Floresta o encontrou num veículo Gol de cor cinza com um revólver calibre 38 e nove cartuchos intactos. Da outra vez o ROCAM de Floresta o encontrou num Ford Fiesta de cor vermelha e roubado de Salvador (BA). Já uma das prisões de “Neto” aconteceu no dia 14 de setembro de 2013 na BR-428 perto do Parque de Vaquejada João de Né Grande em Cabrobó (PE) com 20 munições de fuzil calibre 5.56 num veículo GM Vectra.

Por Demontier Tenório
Com Parceria Site Miséria.com.br

303 total views, 1 views today

ComentáriosComentários