JPMotos
Umbandista Mestre Alaor foi preso em Juazeiro acusado de charlatanismo e homicídio
28 de agosto de 2018 às 10:49
78
Visualizações

Policiais civis da 20ª Delegacia Regional de Juazeiro do Norte cumpriram mandado judicial na tarde desta segunda-feira e prenderam o pai de santo José Leite da Silva, de 81 anos, conhecido popularmente como “Mestre Alaor”. Segundo a polícia, o umbandista responde por crimes de charlatanismo, curandeirismo e até mesmo o assassinato de um agricultor no município de Limoeiro do Norte, na região jaguaribana, onde também atua.

Os investigadores estiveram na localidade denominada Santo Antônio no bairro Salesianos em Juazeiro, onde funciona o “escritório de ajuda espiritual” do Mestre Alaor e o mesmo ainda tentou enganar a polícia. Ele apresentou outro nome, mas não foi difícil a descoberta de sua verdadeira identidade quando terminou admitindo os crimes e foi levado à presença da autoridade policial na Delegacia de Juazeiro.

Uma Ação Penal de Competência do Júri foi protocolada no dia 3 de setembro de 2013 na Comarca de Limoeiro do Norte por homicídio qualificado. No dia 16 de agosto de 2013, ele matou o agricultor Adair José de Matos, de 38 anos, e até foi preso no dia 26 de agosto por policiais civis de Limoeiro do Norte na operação “Bola de Cristal” desenvolvida em Juazeiro para onde veio.

Na época, um casal de inspetores adentrou o consultório de Mestre Alaor para uma suposta consulta espiritual e, após confirmar a identidade do mesmo, avisou aos demais policiais que estavam do lado de fora do imóvel. Ele foi preso quando consultava a bola de cristal para apontar o futuro dos “clientes”. Na época, o pai de santo admitiu ter matado o agricultor Adair José em Limoeiro.

 

Com Parceria Site Miséria.com.br
Por Demontier Tenório

ComentáriosComentários